Dirigente do clube revelou que sondou Arjen Robben, ídolo do Bayern, que agora se junta a outros grandes nomes que estão no radar do clube carioca
Quando o Botafogo tentou contratar o japonês Keisuke Honda, muitos não acreditaram que isso seria possível. Mas ele veio. E agora, o clube carioca tem novos alvos de peso, consagrados no futebol europeu.

Depois de Honda, Yaya Toure, com passagens por Barcelona e Manchester City, e Obi Mikel, ex-Chelsea, surgiram como alvos. Agora, Ricardo Rotenberg, vice-presidente do clube, revelou que também está sondando Arjen Robben, ídolo do Bayern de Munique, e os gêmeos Fábio e Rafael.

É verdade que a situação financeira da equipe não é das melhores. Atualmente, o Botafogo é o clube com a maior dívida do Brasil, de mais de R$ 800 milhões. Além disso, a crise causada pelo novo coronavírus também atinge a todas as equipes do futebol, que estão sem as receitas de bilheteria, sem direitos de TV e negociam reduções salariais com jogadores e funcionários.

Mesmo assim, o Botafogo trabalha para montar um time de “galácticos” e brigar por títulos importantes assim que o futebol retornar. Veja como está a situação dos alvos do clube da Estrela Solitária.

Ricardo Rotenberg revelou que fez uma sondagem sobre Arjen Robben, atacante holandês de 36 anos que está aposentado desde julho de 2019. O dirigente contou que houve uma conversa e que o jogador ficou feliz com o interesse do clube.

“Ele é meu ídolo, acho um grande jogador. Tem o risco porque está muito tempo parado. Sondei, ele soube e me respondeu. Ficou feliz com a procura do Botafogo”, revelou ao Canal TF.

O dirigente ainda afirmou que tem a ajuda do empresário Marcos Leite na tentativa, mas destaca que não passou de sondagem, até agora. Marcos Leite também participou do acerto com Honda e representa o marfinense Yaya Touré.

“Pedi ao Marcos Leite para ajudar a entrar contato com o Robben. Ele conseguiu o contato, falou com o empresário do Robben. Me ajudou nessa. Com o Obi Mikel, tratamos com outro cara. Mas o Robben foi com ele também. É muito difícil, está há muito tempo sem jogar e, se quiser, pode ganhar quatro vezes mais lá fora. Mas, ele sabe do Botafogo”, completou.

Yaya Touré

Assim que o marfinense de 36 anos apareceu no radar do Botafogo a torcida do clube enlouqueceu. Porém, a negociação no início não avançou como os cariocas queriam. A definição só não ocorreu porque uma mudança para o Brasil interferiria muito na vida pessoal da família do jogador.

Segundo o UOL, o principal problema foi com os três filhos de Yaya, que estão em meio ao ano letivo até o fim de maio. Assim, uma transferência depois disso é vista com bons olhos pelo jogador. Mas no momento, as tratativas estão paralisadas por conta da pandemia do novo coronavírus.

Mesmo assim, o Botafogo segue confiante na negociação e acredita que o meia realmente queira vestir a camisa alvinegra.

Obi Mikel

A situação do nigeriano, que está sem clube no momento, é parecida com a de Yaya Touré. As conversas tiveram início antes da pandemia da Covid-19 e agora seguem paradas, mas serão retomadas assim que a situação for normalizada.

“Eles [Yaya e Mikel] disseram que, quando as coisas estiverem próximas do fim, voltamos a conversar. O que seduz muito eles é o Botafogo, sua torcida, e o Rio de Janeiro, o Brasil. Não há garantia, primeiro porque eles pedem muito dinheiro, segundo porque a pandemia desorganizou um pouco e terceiro porque o Botafogo não tem dinheiro”, explicou Rotenberg ao Canal do TF.

Mesmo assim, o dirigente mostrou confiança e disse acreditar que as duas contratações ainda são possíveis.

“Na cabeça do maluco aqui, sim, aconteceria, mas são dois salários. Hoje está muito pau a pau. Ambos tem aval do Autuori [técnico]. Se nenhum dos dois quiser, vamos ter que caçar alguém. Tem chance de os dois virem, mas está meio parado, não sabem quando retorna, estão preocupados [com a pandemia], gostariam de ter uma conversa um pouco mais clara no futuro”.

Fábio e Rafael

Por fim, Rotenberg também contou que teve uma conversa com os gêmeos Fábio e Rafael. Os jogadores foram formados no Fluminense, mas já disseram outras vezes que torcem pelo Botafogo e revelaram o desejo de vestir a camisa do clube.

Diante disso, o dirigente aproveitou o embalo para fazer contato com a dupla. E segundo ele, os dois podem pintar em General Severiano a partir de 2021.

“O Fábio ficou muito emocionado por receber uma ligação de um dirigente do Botafogo. O Rafael também, disseram que são alvinegros até a alma. Liguei para eles e falei: ‘o Botafogo quer vocês’. Mas, sabemos que os contratos deles vão até junho de 2021. Um pré-contrato só seria possível a partir de janeiro. Então, não podemos fazer nada até lá. Mas, as portas estão abertas. Eles deram entrevistas, falaram que gostariam de jogar no Botafogo. E respondi de volta: ‘o Botafogo também quer vocês’”.

 
Siga o Futebol Stats também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

Deixe uma resposta