Nesta semana, a dispensa do jogador alemão Mesut Özil da seleção de seu país ganhou novos contornos. Segundo matéria publicada no jornal ‘Bild’, a relação entre a Federação Alemã de Futebol e Ozil ficou ainda mais conturbada após Joachim Low, técnico da Alemanha e Oliver Bierhoff, diretor da seleção, irem até Londres conversar com o meia, sem sucesso.

 

De acordo com a publicação, o encontro não ocorreu por conta de ordem direta de Unai Emery, atual técnico do Arsenal. Emery não quer Özil com a cabeça em outro lugar que não seja no clube inglês e nos objetivos da temporada.

 

“Gostaríamos de conversar com Mesut, mas temos que aceitar que ele não quer falar conosco neste momento”, disse o diretor técnico.

 

Entenda o caso

 

Em julho, após protagonizar cena polemica ao posar em uma foto com o presidente tusco, Recep Tayyip Erdogan, e realizar duras críticas aos meios de comunicação alemães e a Federação Alemã de Futebol, o meia declarou que estava se aposentando da seleção alemã. Os motivos de Ozil foram, de acordo com ele, ter sentido racismo e falta de respeito pela relação com sua terra natal.

 

“Tentei várias vezes falar com ele por telefone, mas sem sorte. Vou tentar manter contato com ele no futuro”, afirmou Joachim Low.

 

Aparentemente, a relação entre Özil, Joachin Low, Bierhoff e a Federação Alemã de Futebol está estremecida ao ponto máximo e não deverá ser restabelecida com a volta do jogador a seleção.

 


Siga o Futebol Stats também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, digite seu nome aqui