Na próxima sexta-feira (15), Portugal e Espanha se enfrentam em jogo válido pelo grupo B da Copa do Mundo da Rússia 2018. A partida será disputada na sede de Sochi, no Estádio Olímpico de Sochi às 15h pelo horário de Brasília.

Portugal e Espanha farão um duelo de opostos. Com o seu estilo envolvente e de muita troca de passes, certamente o time espanhol tomará conta da partida. Principalmente por ter em seu setor de meio-campo jogadores como Iniesta, Busquets, Isco, David Silva e Thiago. Sendo assim, dificilmente o atual treinador Fernando Hierro mudará a sua composição tática.

Espanha

Jogando num 4-3-3 que pode variar para um 4-1-4-1, a Espanha aposta muito nas jogadas de triangulação e o controle do segundo setor do campo. Com Iniesta e Thiago por dentro, Isco e David Silva jogando abertos e com Rodrigo/Diego Costa na referência, a equipe espanhola possui um volume muito alto de jogo, marcando pressão na perda da posse e com muita mobilidade entre seus homens de meio.

Portugal

Aposta num 4-4-2. Com duas linhas de quatro bem próximas e compactas. E o ponto a ser destacado é o segundo terço do campo. Numa linha que poderá ter a presença de William Carvalho, João Mário, João Moutinho e Bernardo Silva. Na frente o técnico Fernando Santos apostar possivelmente na dupla, André Silva e Cristiano Ronaldo.

Como na Euro, Portugal possui um estilo de menos posse e mais pragmático. Porém, consegue jogar em transição rápida, defesa/ataque e ser criativo com a presença de Bernardo Silva e João Mário.

A duelo entre as duas seleções será muito equilibrado. Principalmente por conta da grande obediência tática de Portugal. Para a Espanha será necessário ter paciência com a posse e utilizar a movimentação para quebrar as linhas compactas da seleção lusa. E um fator que pode auxiliar, são as infiltrações de Thiago e também as bolas nas costas da defesa, com o movimento de Rodrigo que consegue atacar muito bem os espaços. Com Diego Costa, a “Fúria” ganha em referência de área e força física, mas perde em mobilidade no último trecho do campo.

Em contrapartida, Portugal pode conseguir surpreender a Espanha com suas jogadas em transição. Fazendo um jogo muito parecido, como contra a França na final do europeu em 2016.

Um duelo de opostos. Que será um grande espetáculo. Portugal e Espanha farão um dos jogos mais interessantes de se assistir. E quem ganha com isso são os próprios telespectadores.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, digite seu nome aqui