Quando cita-se um dos melhores laterais esquerdos da atualidade, o nome de Marcelo que atualmente joga pelo Real Madrid da Espanha e também joga pela Seleção Brasileira, deve ser levado em conta.

Marcelo Vieira da Silva Júnior nasceu em 12/05/1988 na cidade do Rio de Janeiro. Antes de se tornar a lenda do Real Madrid, ele iniciou a sua carreira como jogador profissional pelo Fluminense. Porém, o que mais se sabe sobre a carreira de Marcelo? Quais feitos ele atingiu até aqui?

Juvenil

Marcelo passou a sua infância no bairro do Catete que se localiza na região sul do município do Rio de Janeiro. Contudo, vale ressaltar que ele teve uma infância muito humilde e também muito difícil, mas isso não o impediu de sonhar.

Naturalmente, o futebol se tornou o primeiro amor de Marcelo e com a separação dos pais, passou a maior parte da infância com o Seu Pedro. Até que no ano de 1997, quando tinha apenas 9 anos de idade, ingressou na equipe de futsal do Fluminense Football Club, clube que é popularmente conhecido como Fluminense. Posteriormente, integrou as categorias de base de futebol do Fluminense em 2002. Porém, o garoto teve de deixar a academia do clube porque não podia pagar as passagens de ônibus e isso fez com que ele pensasse na possibilidade de deixar o futebol. No entanto, a sua determinação, a confiança em si mesmo e a ajuda de um grande aliado, seu avô, fizeram ele lutar pelo o que ele realmente amava: o futebol.

 

A Carreira de Marcelo em Números

 

Fluminense

fluminense-hd-logo

Categorias de Base

Depois de passar por muitas dificuldades na infância, Marcelo ingressou nas categorias de base do Fluminense com a ajuda de seu avô, Seu Pedro. O próprio jogador revelou em uma entrevista ao “Jornal Nacional” da Globo que foi o avô é quem percebeu o talento dele. Inclusive, o avô pediu demissão do emprego e, com o dinheiro da indenização, comprou um Fusca só para levar o neto aos treinos do clube.

Trecho retirado do site do Jornal Nacional

2005

Promovido ao elenco principal do Fluminense em 2005 pelas mãos de Abel Braga – técnico do Flu naquela época -, em 13 de novembro do mesmo ano, em jogo da 39ª rodada do Brasileirão (Campeonato Brasileiro), o técnico o colocou em campo pela primeira vez no último minuto da derrota por 2-0 ante o Vasco da Gama no São Januário (estádio do Vasco). Os gols da vitória do time cruzmaltino foram marcados por Romário.

  • Números de Marcelo na sua 1ª Temporada no Fluminense
Pd Gm A CA CV Mj no ano de 2005
 1 1

Pd – Partidas disputadas; Gm – Gols marcados; A – Assistências; CA – Cartões amarelos; CV – Cartões vermelhos e Mj – Minutos jogados

2006

Após o término do Brasileirão 2005, Abel Braga não foi mantido no cargo de treinador do Fluminense e com a saída dele, Ivo Wortmann assumiu o comando e na sequência, é Paulo Campos que assume o time interinamente até que no início do mês de abril, Oswaldo de Oliveira é anunciado como o novo treinador do clube, mas vale ressaltar que Marcelo já estava “cavando” o seu espaço entre os titulares aos poucos.

Em 12 de abril de 2006, no primeiro confronto da 3ª fase da Copa do Brasil, o jovem lateral-esquerdo de 17 anos evitou a derrota do seu time diante do Vila Nova no Serra Dourada, em Goiânia, quando marcou o seu primeiro gol como profissional aos 39 minutos da segunda etapa e sendo assim, Fluminense e Vila Nova empataram em 2-2. Uma semana depois, o “Tricolor das Laranjeiras” – Fluminense – venceu o time goiano por 4-0 no Maracanã e sendo assim, seguiu adiante na competição. Quatro dias depois, na estreia do time carioca nessa edição do Brasileirão, Marcelo marcou o primeiro gol do time na vitória por 2-1 sobre o Athletico-PR na Arena da Baixada.

Em 03/05/2006, no segundo confronto das quartas de final da Copa do Brasil, Marcelo marcou o seu 3º tento nessa temporada e com isso, o Flu venceu o Cruzeiro por 1-0 e avançou para a próxima fase do torneio. No agregado, 4-2 para o Fluminense – o time carioca já havia vencido o primeiro confronto por 3-2 – e com isso, seguiu adiante no torneio. Posteriormente, o “Tricolor das Laranjeiras” foi eliminado pelo Vasco na semifinal.

Em 16/07/2006, em jogo da 12ª rodada do Brasileirão, o jovem lateral-esquerdo de 18 anos marcou o 3º gol do empate em 4-4 com o Grêmio no estádio Olímpico, em Porto Alegre.

Após a derrota por 3-0 ante a Ponte Preta no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, na 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, Oswaldo de Oliveira foi demitido e com a saída dele, Josué Teixeira comandou o time por algumas rodadas até que o Fluminense contratasse outro treinador. Na rodada seguinte do Brasileirão, em 13/08/2006, Marcelo marcou o primeiro gol do Flu na vitória por 3-2 sobre o Cruzeiro no Mineirão, em Belo Horizonte.

Em 26/08/2006, em jogo da 20ª rodada do Brasileirão, na estreia do novo treinador do time – Antônio Lopes -, Marcelo marcou o seu último tento com a camisa do Fluminense na derrota por 2-1 ante o Athletico-PR em pleno Maracanã.

Posteriormente, antes do término do campeonato, o clube trocou de técnico mais uma vez, com a demissão de Antônio Lopes em 28/09/2006, assume Paulo César Gusmão e é esse treinador que comando o time pelo restante dessa temporada.

Em suma, na sua última temporada pelo “Tricolor Carioca”, Marcelo disputou 36 partidas e marcou 6 tentos. Quanto ao Fluminense, terminou em 15º lugar no Brasileirão, quase foi rebaixado para a Série B do Campeonato, terminou em 8º lugar no Campeonato Carioca, classificação geral, chegou até a semifinal da Copa do Brasil e caiu nas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

  • Números de Marcelo na sua 2ª e última Temporada no Fluminense
Pd Gm A CA CV Mj no ano de 2006
 36 *6 10 2773

* 6 gols dos quais 4 foram pelo Brasileirão e 2 pela Copa do Brasil

Títulos que conquistou no Fluminense

  • Taça Rio 2005
  • Campeonato Carioca 2005
  • O vídeo abaixo mostra 6 dos 7 gols que Marcelo marcou com a camisa do Fluminense
  • Este vídeo foi publicado no YouTube em 11 de dezembro de 2019 por Arthur Soprani

 

Real Madrid

Real Madrid

2006-07

Em 14 de novembro de 2006, o Real Madrid da Espanha anunciou oficialmente a contratação de Marcelo. O jovem lateral-esquerdo de 18 anos passou nos exames médicos, e acertou contrato com o time espanhol por 6 temporadas. O Real Madrid pagou 7 milhões de euros (cerca de 44,1 milhões de reais) para ter o jovem lateral-esquerdo em seu plantel.

Marcelo sendo apresentado como o mais novo reforço do Real Madrid

Marcelo se juntou ao elenco do Real Madrid no início de 2007, logo após as celebrações de ano novo, e na sua chegada ao novo clube, Ramón Calderón, presidente do time espanhol naquela época, o chamou de “sucessor do Roberto Carlos”.

Em 7 de janeiro de 2007, em jogo da 17ª rodada da La Liga (Campeonato Espanhol), Fabio Capello – treinador do time naquela temporada – promoveu a estreia do jovem lateral-esquerdo brasileiro quando o colocou em campo aos 12 minutos do segundo tempo no lugar de Míchel Salgado. No entanto, na estreia de Marcelo pelo novo clube, derrota por 2-0 ante o Deportivo La Coruña.

Em 14/04/2007, em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Espanhol, Capello o escalou como titular e Marcelo jogou os 90 minutos da derrota por 2-1 ante o Racing Santander.

Em sua primeira temporada na Espanha, Marcelo não brilhou como o esperado. O técnico Fabio Capello não permitia que ele subisse tanto ao ataque e, portanto, não conseguiu provar o seu futebol. Mas, apesar de tudo, o brasileiro conquistaria o seu primeiro título como jogador do Real Madrid: La Liga 2006-07.

  • Números de Marcelo na sua 1ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2006-07
 6 165

2007-08

Após o término da temporada 2006-07, mesmo com o título do Campeonato Espanhol, Fabio Capello deixou o comando do Real Madrid e com a saída dele, Bernd Schuster assume o comando do clube. Além da mudança de treinador, Roberto Carlos – um dos maiores laterais esquerdos da história do clube e também da Seleção Brasileira -, se transferiu para o Fenerbahçe da Turquia, mas mesmo assim, Marcelo teria de disputar posição com o holandês Royston Drenthe e também com o argentino Gabriel Heinze. O lateral brasileiro se saiu melhor nessa disputa por posição.

Em 18 de setembro de 2007, na estreia dos “Blancos” – Real Madrid – na fase de grupos da UEFA Champions League (Liga dos Campeões), Schuster escalou Marcelo como titular e no primeiro jogo dele nessa temporada, jogou os 90 minutos da vitória por 2-1 sobre o Werder Bremen da Alemanha no Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid. Cinco dias depois, em jogo da 4ª rodada da La Liga, iniciou entre os titulares novamente e jogou os 90 minutos do empate em 1-1 com o Real Valladolid fora de casa.

Aos poucos, o jovem lateral-esquerdo de 19 anos foi ganhando a confiança de Bernd Schuster e sendo assim, em 30/09/2007, em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Espanhol, iniciou entre os titulares novamente e com ele em campo, o Real Madrid venceu o Getafe por 1-0 no Coliseum Alfonso Pérez (estádio do Getafe).

Em 11/11/2007, em jogo da 12ª rodada da La Liga, Marcelo foi um dos destaques da vitória por 4-3 sobre o Mallorca no Bernabéu com assistência para 1 dos 2 gols do compatriota Robinho no jogo.

Em 28/11/2007, em partida válida pela 5ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, o camisa 12 do time merengue – Marcelo – deu o passe para o gol de Robinho na derrota por 3-2 ante o Werder Bremen na Alemanha.

Em 8 de março de 2008, em jogo da 27ª rodada da La Liga, Marcelo proveu a sua 3ª e última assistência nessa temporada na vitória por 2-1 sobre o Espanyol. O jogador contemplado com o passe do jovem lateral-esquerdo foi Gonzalo Higuaín.

Em suma, na sua 2ª temporada na Espanha, Marcelo disputou 32 jogos, mais da metade destes como titular e proveu 3 assistências. Quanto ao Real Madrid, foi campeão do Campeonato Espanhol pela 2ª temporada consecutiva e caiu nas oitavas-de-finais da UEFA Champions League e da Copa do Rei.

  • Números de Marcelo na sua 2ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2007-08
 32 3 6 2798

2008-09

Apesar da eliminação precoce na Liga dos Campeões, Bernd Schuster compensou isso com o título do Campeonato Espanhol. Sob o comando desse treinador, Marcelo passou a ser titular, porém após a derrota por 4-3 ante o Sevilla na 14ª rodada da La Liga em 7 de dezembro de 2008, Schuster foi demitido e 2 dias depois, o clube anunciou o novo técnico do time merengue, Juande Ramos.

O novo treinador decidiu fazer algumas mudanças no time e uma destas foi a seguinte, Heinze atuando como lateral-esquerdo e o Marcelo jogando mais adiantado, como meia esquerda e com isso, o camisa 12 dos “Blancos” começou a ser mais efetivo no ataque.

Em 15 de fevereiro de 2009, em jogo da 23ª rodada da La Liga, atuando na sua nova posição, Marcelo marcou o seu primeiro tento com a camisa do time merengue na goleada por 4-0 sobre o Sporting Gijón no El Molinón (estádio do Gijón).

Em 22/03/2009, em partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Espanhol, o camisa 12 do time merengue marcou o seu 2º tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Almería no Santiago Bernabéu.

Em 18/04/2009, em jogo da 31ª rodada da La Liga, o jovem carioca de 20 anos marcou o seu 3º tento nessa temporada e com isso, o Real Madrid venceu o Recreativo Huelva fora de casa por 1-0. Uma semana depois, em 26/04/2009, em jogo da 33ª rodada do campeonato, o camisa 12 dos “Blancos” marcou o seu último tento nessa temporada na vitória por 4-2 sobre o Sevilla em pleno Ramón Sánchez Pizjuán.

Em suma, na sua 3ª temporada com a camisa dos “Blancos”, Marcelo disputou 34 partidas, fez 4 gols e proveu 5 assistências. Quanto ao Real Madrid, foi vice-campeão do Campeonato Espanhol, chegou até as oitavas de final da Liga dos Campeões e caiu logo na 1ª fase da Copa do Rei.

  • Números de Marcelo na sua 3ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2008-09
 34 *4 5 12 1 2602

* Gols válidos pela La Liga

2009-10

Após o término da temporada 2008-09, o Real Madrid optou por não renovar o contrato de Juande Ramos e com a saída dele, Manuel Pellegrini assume o comando dos “Galácticos” (Real Madrid). Mesmo com a troca de treinador, Marcelo seguiu sendo um dos titulares do time.

Em 17 de outubro de 2009, em jogo da 7ª rodada da La Liga, o camisa 12 dos “Blancos” marcou o seu primeiro tento nessa temporada na vitória por 4-2 sobre o Real Valladolid. Além do tento marcado, deu o passe para um dos 2 gols de Raúl.

Em 07/11/2009, em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Espanhol, atuando como ala, Marcelo marcou o seu 2º tento nessa temporada na vitória por 3-2 nesse “dérbi madrileño”; nome dado ao clássico entre Real Madrid x Atlético de Madrid.

Sob o comando de Pellegrini, Marcelo ganhou mais liberdade para jogar na frente, mesmo com o técnico anterior o colocando para atuar como meia-esquerda e com uma média maior de gols e de assistências, admitiu em uma coletiva de imprensa no final do ano de 2009 que se sentia melhor jogando como ala.

Em 5 de fevereiro de 2010, o jovem carioca de 21 anos estendeu o seu vínculo com o Real Madrid até junho de 2015.

Em 02/05/2010, em jogo da 35ª rodada da La Liga, Marcelo marcou o seu 3º tento nessa temporada na vitória por 3-2 sobre o Osasuna no Santiago Bernabéu. Em 08/05/2010, em jogo da penúltima rodada (37ª) dessa edição da La Liga, o camisa 12 dos “Blancos” marcou o seu 4º e último tento nessa temporada na goleada por 5-1 sobre o Athletic Bilbao.

Veja Também!  Como assistir Portimonense x Gil Vicente Futebol AO VIVO - Campeonato Português 2020

Em suma, em mais uma temporada com a camisa do time merengue, Marcelo disputou 43 partidas, fez 4 gols e proveu 9 assistências, todas estas na La Liga 2009-10, o que fez dele o 4º jogador mais com assistências no campeonato ao lado de Guti, seu companheiro de Real Madrid, Jesús Navas do Sevilla e de Pedro León do Getafe e atrás apenas de 3 jogadores do Barcelona: Xavi (14 assistências), Lionel Messi e Daniel Alves (10 assistências cada um). Quanto ao Real Madrid, foi vice-campeão do Campeonato Espanhol, chegou até as oitavas de final da UEFA Champions League e caiu na 1ª fase de mata-mata da Copa do Rei.

  • Números de Marcelo na sua 4ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2009-10
 43 *4 9 8 3543

* Gols válidos pela La Liga

2010-11

Após a eliminação ante o Lyon nas oitavas de final da Liga dos Campeões, Pellegrini recebeu um ultimato de Florentino Pérez, presidente do Real Madrid desde 2009 até os dias de hoje, que era a conquista do título do Campeonato Espanhol e como isso não aconteceu, Manuel Pellegrini deixou o comando do time ao final da temporada 2009-10 e com a saída dele, José Mourinho passa a ser o novo técnico do time merengue. Com a mudança de treinador, Marcelo voltou a atuar como lateral-esquerdo.

Em 25 de novembro de 2010, Marcelo foi nomeado como parte da lista de 55 jogadores para o FIFA World XI, jogadores escolhidos pelos próprios futebolistas de uma lista de candidatos para cada posição. A lista é gerada pelo próprio comitê de prêmios.

Com a saída de Mahamadou Diarra na janela de transferência de inverno em janeiro de 2011, Marcelo passou a ser o 3º capitão do Real Madrid, ficando atrás apenas do goleiro Iker Casillas e do zagueiro Sergio Ramos.

Em 13/02/2011, em jogo da 23ª rodada da La Liga, o camisa 12 do time merengue marcou o seu primeiro tento nessa temporada e com isso, vitória por 1-0 sobre o Espanyol no RCDE Stadium.

Em 03/03/2011, em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Espanhol, o lateral-esquerdo de 22 anos foi um dos destaques da goleada por 7-0 sobre o Málaga com 1 tento e duas assistências, para o gol de Ángel Di María e para 1 dos 2 gols de Karim Benzema.

Em 16/03/2011, no segundo confronto das oitavas de final da Champions League, Marcelo fez uma partida fantástico contra o Lyon da França, ao qual o time merengue venceu por 3-0, com 1 gol e assistência para o gol de Benzema. Após o jogo, o camisa 12 do Real Madrid foi eleito “The Man of the Match”, homem do jogo, e também vale ressaltar que essa foi a primeira vez que o time espanhol passa dessa fase desde a temporada 2003-04.

Em 03/05/2011, no segundo confronto da semifinal da Liga dos Campeões, o jovem lateral-esquerdo impediu a derrota dos “Blancos” ao marcar o único gol do time no empate em 1-1 com o Barcelona no Camp Nou. Apesar do Real Madrid ter arrancado um empate fora de casa, o time merengue havia perdido o primeiro confronto por 2-0 no Santiago Bernabéu e com isso, estava eliminado do torneio.

Em 15/05/2011, em jogo da penúltima rodada do Campeonato Espanhol, Marcelo marcou o seu 5º e último tento nessa temporada no triunfo por 3-1 sobre o Villareal fora de casa.

As boas atuações de Marcelo nessa temporada lhe renderam um lugar na Seleção da UEFA 2010-11. Além disso, ele também foi muito elogiado pela mídia mundial durante essa temporada, e muitos o chamaram de o melhor lateral esquerdo do mundo. Soma-se a isso os elogios de Diego Maradona que o elegeu como o 3º melhor jogador da La Liga, depois de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Em suma, em mais uma temporada na Espanha, Marcelo disputou 50 partidas, fez 5 gols e proveu 10 assistências. Quanto ao Real Madrid, foi campeão da Copa do Rei, foi vice-campeão do Campeonato Espanhol e chegou até a semifinal da UEFA Champions League.

  • Números de Marcelo na sua 5ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2010-11
 50 *5 10 8 4239

* 5 gols dos quais 3 foram pela La Liga e 2 pela UEFA Champions League

2011-12

Em 17 de agosto de 2011, no segundo confronto da decisão da Supercopa da Espanha contra o Barcelona, Marcelo entrou em campo logo após o intervalo no lugar de Sami Khedira. No entanto, além da derrota por 3-2 nesse jogo, o brasileiro foi expulso no final final da partida após uma entrada dura num jogador da equipe adversária. Como o primeiro confronto terminou empatado em 2-2 e o Barcelona venceu o segundo jogo, a equipe rival foi a campeã da Supercopa da Espanha 2011.

Em 28/08/2011, em jogo da 2ª rodada da La Liga, o camisa 12 do time merengue marcou o seu primeiro tento nessa temporada na goleada por 6-0 sobre o Real Zaragoza. Além do gol, também contribuiu com assistência para o gol do compatriota Kaká.

Em 03/12/2011, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Espanhol, Marcelo marcou o seu 2º tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Sporting Gijón no El Molinón.

Em 22 de janeiro de 2012, em jogo adiado da 1ª rodada da La Liga, o camisa 12 dos “Blancos” marcou o seu 3º e último tento nessa temporada na goleada por 4-1 sobre o Athletic Bilbao no Santiago Bernabéu.

Roberto Carlos elegeu Marcelo como o melhor lateral-esquerdo do mundo, dizendo. “Ele tem mais habilidade do que eu com a bola”, e até o chamou de herdeiro. Marcelo mostrou grandes atuações como lateral-esquerdo, como nas quartas de final da Liga dos Campeões contra o APOEL Nicosia do Chipre, ao qual o Real Madrid venceu por 5-2 e nesse jogo, o camisa 12 proveu duas assistências, para 1 dos 2 gols de Cristiano Ronaldo e para o gol de Kaká. Com um placar agregado de 8-2 – o Real Madrid já havia vencido o primeiro confronto por 3-0 -, os “Galácticos” avançaram para a fase seguinte, onde acabaram sendo eliminados pelo Bayern de Munique da Alemanha.

Em suma, em mais uma temporada com a camisa do time merengue, Marcelo disputou 44 partidas, fez 3 gols e proveu 10 assistências. Quanto ao Real Madrid, foi campeão dessa edição do Campeonato Espanhol, foi vice-campeão da Supercopa da Espanha, chegou até a semifinal da UEFA Champions League e caiu nas quartas de final da Copa do Rei.

  • Números de Marcelo na sua 6ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2011-12
 44 *3 10 5 2 3540

* Gols válidos pela La Liga

2012-13

Diferentemente da temporada anterior, dessa vez o Real Madrid iniciou a temporada como campeão da Supercopa da Espanha, derrota por 3-2 ante o Barcelona no Camp Nou e vitória por 2-1 no Santiago Bernabéu respectivamente. Vale ressaltar que o que deu o título ao time merengue foi o critério do gol fora de casa.

Na estreia dos “Galácticos” na fase de grupos da Champions League, em 18 de setembro de 2012, Marcelo marcou o seu primeiro e único tento nessa temporada no triunfo por 3-2 sobre o Manchester City da Inglaterra no Santiago Bernabéu. Além do gol marcado, M12 – apelido de Marcelo – também proveu assistência para o gol de Cristiano Ronaldo.

Na manhã do dia 14/10/2012, em um dos treinos com a Seleção Brasileira, Marcelo sofreu um entorse no pé direito e em decorrência disso, sofreu uma fratura no quinto metatarso e teve de ficar fora dos gramados por pelo menos 3 meses.

Em 15 de janeiro de 2013, no primeiro confronto das quartas de final da Copa do Rei, M12 retornou aos gramados e jogou o primeiro tempo da vitória por 2-0 sobre o Valencia. Após o intervalo foi substituído por Fábio Coentrão.

Em 23/02/2013, em jogo da 25ª rodada da La Liga, o camisa 12 do time merengue capitaneou o time pela primeira vez como titular e com ele como capitão do time, vitória por 2-1 sobre o Deportivo La Coruña no estádio Riazor.

Em 10/03/2013, em partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Espanhol, Marcelo capitaneou o time novamente e jogou os 90 minutos do triunfo por 2-1 sobre o Celta de Vigo.

Em 20/04/2013, em jogo da 32ª rodada da La Liga, o camisa 12 do time merengue capitaneou novamente, porém teve de entregar a braçadeira de capitão para outro jogador porque sofreu uma lesão muscular e sendo assim, teve de ser substituído por Raphaël Varane ainda aos 15 minutos da primeira etapa. Mesmo sem contar com M12 na lateral-esquerda, o Real Madrid venceu o Real Bétis por 3-1.

Em suma, devido às lesões, Marcelo só disputou 19 partidas nessa temporada. Quanto ao Real Madrid, iniciou essa temporada como o campeão da Supercopa da Espanha, mas depois disso foi vice-campeão do Campeonato Espanhol e da Copa do Rei e chegou até a semifinal da UEFA Champions League pela 3ª temporada consecutiva.

  • Números de Marcelo na sua 7ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2012-13
 19 *1 1 2 1386

* Gol válido pela UEFA Champions League

2013-14

Antes do início dessa temporada, José Mourinho havia assinado uma extensão de contrato com o Real Madrid, no entanto ele e o clube chegaram a um consenso que o melhor era a sua saída e com isso, o time merengue trouxe outro treinador com um ótimo currículo, trata-se do italiano Carlo Ancelotti.

Na estreia do novo técnico do time merengue, em 18 de agosto de 2013, em partida válida pela 1ª rodada do Campeonato Espanhol, M12 atuou como titular e foi um dos destaques da vitória por 2-1 sobre o Real Bétis com assistência para o gol de Isco.

Em 9 de março de 2014, em jogo da 27ª rodada da La Liga, Marcelo marcou o seu primeiro tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Levante no Santiago Bernabéu.

Em 24/05/2014, houve uma edição especial do “dérbi madrileño”, um jogo que definiria o campeão da UEFA Champions League 2013-14 e a trajetória do Real Madrid rumo a final, conquista do seu 10º título dessa competição, foi assim> após o sorteio, definiu-se que o Real Madrid faria parte do grupo B. Além do time merengue, esse grupo também contava com o Copenhague da Dinamarca, a Juventus da Itália e o Galatasaray da Turquia. Após o término da fase de grupos, o Real Madrid somou 15 pontos em 6 rodadas – 5 vitórias e 1 empate – e com tal campanha, terminou em 1º lugar no grupo B e sendo assim, se classificou para a fase de mata-mata do torneio.

Nas oitavas de final, os “Blancos” enfrentaram o Schalke 04 da Alemanha e com um placar agregado de 9-2, vitórias por 6-1 e 3-1 respectivamente, seguiram adiante na competição.

Nas quartas de final, o Real Madrid enfrentou outra equipe alemã, o Borussia Dortmund, e com um placar agregado de 3-2 – vitória por 3-0 na Espanha e derrota por 2-0 na Alemanha -, o time espanhol avançou para a próxima fase. Convém lembrar que Marcelo não jogou nenhum dos 2 jogos devido à uma lesão.

Na semifinal, mais um time alemão no caminho dos “Galácticos”, o Bayern de Munique. Diferentemente do que se esperava, o Real Madrid não sofreu para passar pelo time alemão, vitórias por 1-0 no Bernabéu e por 4-0 em plena Allianz Arena, em Munique, e sendo assim, o time merengue chegava a uma final de Liga dos Campeões pela primeira vez depois de 12 anos.

Marcelo celebrando o gol que marcou na vitória por 4-1 sobre o Atlético de Madrid na final da Liga dos Campeões

Na final, o Real Madrid enfrentou “um velho conhecido”, tratava-se do Atlético de Madrid. Ancelotti optou por colocar Fábio Coentrão como titular da lateral-esquerda, até que aos 14 minutos da segunda etapa, colocou M12 em campo e ao término do tempo regulamentar, as duas equipes empataram em 1-1. Aos 13 minutos do segundo tempo da prorrogação, Marcelo marcou o terceiro gol da vitória do seu time por 4-1 nessa partida e com isso, pela 10ª vez na sua história, o Real Madrid se sagrava campeão da Liga dos Campeões.

Jogadores do Real Madrid celebrando a conquista do título da UEFA Champions League 2013-14

Em suma, em mais uma temporada na Espanha, Marcelo disputou 39 partidas, fez 2 gols e proveu 8 assistências. Quanto ao Real Madrid, além de ter sido o campeão da Champions League, o time também foi campeão da Copa do Rei e terminou em 3º lugar no Campeonato Espanhol.

  • Números de Marcelo na sua 8ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2013-14
39 *2 8 5 2998

* 2 gols dos quais 1 foi pela UEFA Champions League e 1 pela La Liga

2014-15

Logo no primeiro jogo do Real Madrid nessa temporada, em 12 de agosto de 2014, o time merengue iniciou essa temporada com a conquista de mais um título ao vencer o Sevilla por 2-0, conquistou o título da Supercopa da UEFA de 2014. Marcelo jogou os últimos 6 minutos dessa partida.

Em 29/10/2014, no primeiro confronto da 4ª fase da Copa do Rei, M12 entrou em campo aos 15 minutos do segundo tempo no lugar de James Rodríguez e 15 minutos depois, marcou o gol que selou o resultado dessa partida, goleada por 4-1 sobre o UE Cornellà. Posteriormente, os “Blancos” foram eliminados pelo Atlético de Madrid nas oitavas de final.

Em 18 de fevereiro de 2015, no primeiro confronto das oitavas de final da Liga dos Campeões contra o Schalke 04 da Alemanha, o lateral-esquerdo brasileiro marcou o seu 2º tento nessa temporada na vitória por 2-0 sobre a equipe alemã fora de casa. Posteriormente, o Real Madrid perdeu o segundo jogo no Santiago Bernabéu por 4-3, mas com a vantagem no placar agregado, 5-4, avançou para a fase seguinte do torneio.

Em 17/05/2015, em jogo da 37ª rodada da La Liga, a penúltima do campeonato, Marcelo capitaneou o time e nesse mesmo jogo, marcou o segundo gol da goleada por 4-1 sobre o Espanyol fora de casa. Na rodada seguinte do campeonato, em 23/05/2015, o camisa 12 do time merengue marcou o seu último tento nessa temporada na goleada por 7-3 sobre o Getafe no Santiago Bernabéu. Além do gol marcado, proveu assistência para 1 dos 3 gols de Cristiano Ronaldo.

Veja Também!  Lista dos Jogos de Hoje - Onde Assistir Futebol Ao Vivo na TV e Guia dos jogos na Internet (03/06)

Em suma, em mais uma temporada pelo time merengue, Marcelo disputou 53 partidas, fez 4 gols e proveu 11 assistências. Quanto ao Real Madrid, além de ter sido o campeão da Supercopa da UEFA, também foi campeão do Mundial Interclubes da FIFA, foi vice-campeão da Supercopa da Espanha e do Campeonato Espanhol, chegou até a semifinal da Liga dos Campeões e foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Rei.

  • Números de Marcelo na sua 9ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2014-15
53 *4 11 15 4168

* 4 gols dos quais 2 foram pela La Liga, 1 pela UEFA Champions League e 1 pela Copa do Rei

2015-16

Após o término da temporada 2014-15, Carlo Ancelotti deixou o comando do Real Madrid e com a saída dele, o clube resolveu apostar as suas fichas em Rafa Benítez. Além disso, em 10 de julho de 2015, pouco mais de um mês antes do início dessa temporada, Marcelo assinou um novo contrato com o Real Madrid, ao qual estendeu o seu vínculo com o clube até junho de 2020.

Em 17/10/2015, em jogo da 8ª rodada da La Liga, o camisa 12 dos “Galácticos” marcou o seu primeiro tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Levante. Na rodada seguinte do campeonato, em 24/10/2015, ele marcou o seu segundo e último tento nessa temporada no triunfo por 3-1 sobre o Celta de Vigo no Balaídos (estádio do Celta).

Após o empate em 2-2 com o Valencia em 3 de janeiro de 2016, Rafa Benítez foi demitido. No dia seguinte, o clube efetivou o técnico que até então comandava o Real Madrid Castilla – equipe b do clube -, Zinedine Zidane.

Em 28/05/2016, o estádio Giuseppe Meazza em Milão, na Itália, foi o palco da final dessa edição da UEFA Champions League, decidida por 2 clubes do mesmo país e da mesmo cidade, Atlético de Madrid e Real Madrid, e assim como ocorreu há 2 anos atrás, os “Blancos” levaram a melhor novamente e a trajetória do clube rumo a conquista do 11º título desse torneio foi assim> após o sorteio dos grupos, definiu-se que o Real Madrid faria parte do grupo A.

Além do time merengue, esse grupo também contava com Malmö da Suécia, Paris Saint-Germain da França e Shakhtar Donetsk da Ucrânia. Após o término da fase de grupos, o Real Madrid fez 16 pontos em 6 rodadas – 5 vitórias e 1 empate – e com tal campanha, terminou na liderança do grupo A e sendo assim, se classificou para a fase de mata-mata do torneio.

Nas oitavas de final, os “Blancos” enfrentaram a Roma da Itália e com um placar agregado de 4-0 – venceram os 2 confrontos por 2-0 -, seguiram adiante no torneio.

Nas quartas de final, o Real Madrid enfrentou o Wolfsburg da Alemanha e após sofrer um revés por 2-0 no primeiro confronto, o time espanhol venceu por 3-0 no jogo da volta e se classificou para a fase seguinte.

Na semifinal, o time merengue enfrentou o Manchester City da Inglaterra e após um empate em 0-0 no primeiro confronto, o time espanhol venceu por 1-0 no Santiago Bernabéu e se classificou para a final dessa edição da Liga dos Campeões.

Na final, reencontro com o mesmo adversário que derrotou na final da Champions League 2013-14, o Atlético de Madrid. Após um empate em 1-1 no tempo regulamentar, esse placar persistiu na prorrogação e com isso, a definição do campeão do torneio saiu nos pênaltis onde Marcelo foi o segundo do time a cobrar e a converter a sua penalidade e no fim, o Real Madrid venceu nos pênaltis por 5-4 e se sagrou campeão.

Jogadores do Real Madrid celebrando a conquista do título da UEFA Champions League 2015-16

Em suma, em mais uma temporada com a camisa dos “Blancos”, Marcelo disputou 41 jogos, fez 2 gols e proveu 4 assistências. Quanto ao Real Madrid, além de ter sido o campeão da Liga dos Campeões, foi vice-campeão do Campeonato Espanhol e devido à escalação de um jogador irregular, foi eliminado ainda na 1ª fase de mata-mata da Copa do Rei.

  • Números de Marcelo na sua 10ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2015-16
41 *2 4 2 3383

* Gols válidos pela La Liga

2016-17

No primeiro jogo do Real Madrid nessa temporada, em 9 de agosto de 2016, Marcelo atuou como titular na vitória por 3-2 sobre o Sevilla na prorrogação e com isso, o time merengue iniciou essa temporada como o campeão da Supercopa da UEFA.

Em 15/10/2016, em jogo da 8ª rodada da La Liga, M12 capitaneou o time e marcou o seu primeiro tento nessa temporada na goleada por 6-1 sobre o Real Bétis em pleno Benito Villamarín. Após esse jogo, capitaneou o time por mais 4 rodadas consecutivas no Campeonato Espanhol.

Em 18 de janeiro de 2017, no primeiro confronto das quartas de final da Copa do Rei, Marcelo marcou o seu 2º tento nessa temporada na derrota por 2-1 ante o Celta de Vigo no Santiago Bernabéu. Posteriormente, com um empate em 2-2 no Balaídos, o time adversário avançou para a próxima fase.

Em 29/04/2017, em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Espanhol, o lateral-esquerdo brasileiro marcou o seu 3º e último tento nessa temporada no triunfo por 2-1 sobre o Valencia.

Em 03/06/2017, o Millennium Stadium em Cardiff, no País de Gales, foi o palco da final dessa edição da Liga dos Campeões entre Real Madrid e Juventus da Itália, ao qual o time merengue levou a melhor e conquistou o título dessa competição pela 12ª vez na sua história e a trajetória do time espanhol rumo a “Duodecima” foi assim> após o sorteio dos grupos, definiu-se que o Real Madrid integraria o grupo F, juntamente com o Borussia Dortmund da Alemanha, Legia Varsóvia da Polônia e com o Sporting de Portugal. Após o término da fase de grupos, os “Blancos” somaram 12 pontos – 3 vitórias e 3 empates – e com isso, terminaram em 2º lugar no grupo F, mas ainda assim se classificaram para a fase de mata-mata.

Nas oitavas de final, o Real Madrid enfrentou o Napoli da Itália e com vitórias por 3-1 do time espanhol nos 2 confrontos, avançou para a fase seguinte.

Nas quartas de final, os “Galácticos” enfrentaram o Bayern de Munique da Alemanha e após uma vitória por 2-1 na Allianz Arena, perderam por 2-1 no tempo regulamentar no Santiago Bernabéu, mas na prorrogação a história foi outra e com assistência de Marcelo, Cristiano Ronaldo marcou o 3º gol dos “Blancos” na vitória por 4-2 sobre o time alemão.

Na semifinal, o Real Madrid se deparou com o Atlético de Madrid novamente e com um placar agregado de 4-2 – vitória por 3-0 no Santiago Bernabéu e derrota por 2-1 no Vicente Calderón -, o Real levou a melhor e se classificou para a final da UEFA Champions League 2016-17.

Na final, os comandados de Zinedine Zidane jogaram contra a Juventus da Itália e com uma grande atuação de Marcelo que deu o passe para o gol de Marco Asensio na vitória por 4-1 sobre a equipe italiana e sendo assim, o Real Madrid era mais uma vez o campeão da Liga dos Campeões. É importante mencionar que essa foi a primeira vez que um clube consegue ser campeão por duas temporadas seguidas desde o Milan nas temporadas 1988-89 e 1989-90.

Marcelo e Sergio Ramos segurando o troféu da UEFA Champions League 2016-17

Em suma, em mais uma temporada com a camisa dos “Blancos”, Marcelo disputou 47 partidas, fez 3 gols e proveu 13 assistências, sendo 10 na La Liga 2016-17, o que fez dele o 4º jogador com mais assistências no campeonato ao lado de Pablo Piatti do Espanyol e ficou atrás apenas de Neymar (14 assistências) e Luis Suárez (13 assistências) do Barcelona e de Toni Kroos (12 assistências), seu companheiro de time. Além disso, Marcelo foi eleito um dos 11 melhores jogadores do mundo na cerimônia do troféu “The Best FIFA 2016-17”. Quanto ao Real Madrid, salvo a Copa do Rei, onde chegou até as quartas de final, foi campeão de todas as competições que disputou; La Liga, Supercopa da UEFA e Mundial Interclubes da FIFA.

  • Números de Marcelo na sua 11ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2016-17
47 *3 13 5 3878

* 3 gols dos quais 2 foram pela La Liga e 1 pela Copa do Rei

2017-18

Em 16 de agosto de 2017, no segundo confronto da decisão da Supercopa da Espanha contra o Barcelona no Santiago Bernabéu, Marcelo deu o passe para Benzema definir o placar do jogo, vitória dos merengues por 2-0 e sendo assim, além de ser campeão da Supercopa da UEFA, também se sagrou campeão de mais uma edição da Supercopa da Espanha.

Em 14/09/2017, Marcelo assinou um novo contrato com o Real Madrid, ao qual estendeu o seu vínculo com o clube até junho de 2022.

Em 22/10/2017, em jogo da 9º rodada da La Liga, o camisa 12 dos “Galácticos” marcou o seu primeiro tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Eibar.

Em 27 de janeiro de 2018, em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Espanhol, M12 marcou o seu 2º tento nessa temporada na goleada por 4-1 sobre o Valencia em pleno Mestalla (estádio do Valencia).

Em 26/05/2018, o Estádio Olímpico de Kiev, na Ucrânia, foi o palco da final entre o Real Madrid e o Liverpool da Inglaterra e pela 3ª vez consecutiva, o time merengue saiu de campo com a taça da UEFA Champions League. A trajetória do Real Madrid rumo a conquista do 13º título dessa competição foi assim> após o sorteio dos grupos, definiu-se que os “Galácticos” fariam parte do grupo H. Além do Real Madrid, esse grupo também contava com o Tottenham da Inglaterra, Borussia Dortmund da Alemanha e com o APOEL Nicosia do Chipre. Ao término dessa fase, o time espanhol somou 13 pontos – 4 vitórias, 1 empate e uma derrota – e mesmo com uma boa campanha, terminou em 2º lugar nesse grupo, mas o que realmente importava era a classificação para a fase de mata-mata.

Nas oitavas de final, os “Blancos” enfrentaram o Paris Saint-Germain da França e com 1 gol de Marcelo no primeiro confronto, venceram por 3-1 no Santiago Bernabéu. No segundo confronto no Parc des Princes em Paris, vitória por 2-1 do time espanhol e com isso, seguiu adiante no torneio.

Nas quartas de final, o Real Madrid enfrentou a Juventus da Itália e no primeiro confronto em Turim, M12 marcou o gol que selou o resultado desse jogo, vitória por 3-0 do time espanhol. No segundo confronto, a Juventus surpreendeu o Real Madrid no Santiago Bernabéu, mas um gol de pênalti de Cristiano Ronaldo nos minutos finais da partida impediram a prorrogação, vitória do time italiano por 3-1, e com um placar agregado de 4-3, o Real Madrid avançou para a fase seguinte.

Na semifinal, os “Galácticos” enfrentaram o Bayern de Munique da Alemanha e com um gol de Marcelo, venceram o primeiro confronto em Munique por 2-1. Com um empate em 2-2 no segundo confronto, 4-3 no placar agregado, o Real Madrid se classificou para a final da UEFA Champions League 2017-18.

Na final, o Real Madrid enfrentou o Liverpool e contando com um dia ruim de Loris Karius, venceu esse jogo por 3-1 e se sagrou mais uma vez campeão desse torneio. Vale destacar que M12 proveu assistências para os 2 gols marcados por Gareth Bale nesse jogo.

Marcelo segurando o troféu da UEFA Champions League 2017-18

Em suma, em mais uma temporada com a camisa do time merengue, Marcelo disputou 44 partidas, fez 5 gols e proveu 11 assistências. Quanto ao Real Madrid, com exceção do Campeonato Espanhol, terminou em 3º lugar, e da Copa do Rei, chegou até as quartas de final, foi campeão de todas as competições que disputou: Liga dos Campeões, Supercopa da UEFA, Mundial Interclubes da FIFA e Supercopa da Espanha.

  • Números de Marcelo na sua 12ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2017-18
44 *5 11 5 1 3671

* 5 gols dos quais 3 foram pela UEFA Champions League e 2 pela La Liga

2018-19

Após o término da temporada 2017-18, Zidane deixou o comando do Real Madrid e com a saída do treinador francês é Julen Lopetegui que assume o comando do time.

Em 20 de outubro de 2018, em jogo da 9ª rodada da La Liga, Marcelo marcou o seu primeiro tento nessa temporada na derrota por 2-1 ante o Levante em pleno Santiago Bernabéu. Três dias depois, desta vez em partida válida pela 3ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, M12 marcou o seu 2º tento na temporada no triunfo por 2-1 sobre o Viktoria Plzeň da República Checa.

Em 28/10/2018, em jogo da 10ª rodada da La Liga, o lateral-esquerdo brasileiro marcou o seu último tento nessa temporada na derrota por 5-1 ante o Barcelona no Camp Nou. Após essa derrota vexatória, Julen Lopetegui não resistiu a pressão e foi demitido e após a saída dele é o argentino Santiago Solari que assume o comando do clube.

Após a eliminação nas oitavas de final da Champions League diante do Ajax da Holanda, Solari foi demitido e com isso, Zinedine Zidane reassume o comando do time.

Em suma, em mais uma temporada na Espanha, Marcelo disputou 34 partidas, fez 3 gols e proveu 6 assistências. Quanto ao Real Madrid, foi campeão do Mundial Interclubes da FIFA, foi vice-campeão da Supercopa da UEFA, terminou em 3º lugar no Campeonato Espanhol, chegou até a semifinal da Copa do Rei e caiu nas oitavas de final da Liga dos Campeões.

  • Números de Marcelo na sua 13ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2018-19
34 *3 6 8 2858

* 3 gols dos quais 2 foram pela La Liga e 1 pela UEFA Champions League

2019-20

Com a contratação do lateral-esquerdo francês Ferland Mendy, Marcelo ganhou um forte concorrente nessa posição para essa temporada. No início, o brasileiro tinha a preferência de Zidane, porém devido às seguidas lesões, o francês começou a ter mais espaço no time.

Em 6 de fevereiro de 2020, em confronto válido pelas quartas de final da Copa do Rei, M12 marcou o seu único tento nessa temporada na derrota por 4-3 ante a Real Sociedad. Diferentemente das temporadas anteriores onde havia jogos de ida e volta, essa competição ganhou um novo formato com jogo único e assim sendo, o Real Madrid estava eliminado.

Veja Também!  Como assistir Famalicão x Porto Futebol AO VIVO - Campeonato Português 2020

Até aqui, Marcelo marcou 1 gol e proveu 6 assistências em 19 partidas disputadas. Quanto ao Real Madrid, ainda têm chances de reverter a desvantagem do primeiro confronto das oitavas de final da Liga dos Campeões e segue na luta pela conquista do título da La Liga, está com 2 pontos a menos que o rival Barcelona.

  • Números de Marcelo na sua 14ª e atual Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2019-20
19 *1 6 3 **1525

* Gol válido pela Copa do Rei

** a temporada 2019-20 estava em andamento, mas devido à pandemia do COVID-19 (Coronavírus), essa temporada está momentaneamente suspensa

Títulos que conquistou no Real Madrid

  • Mundial Interclubes da FIFA 2014, 2016, 2017 e 2018
  • UEFA Champions League 2013-14, 2015-16, 2016-17 e 2017-18
  • Supercopa da UEFA 2014, 2016 e 2017
  • La Liga 2006-07, 2007-08, 2011-12 e 2016-17
  • Copa do Rei 2010-11 e 2013-14
  • Supercopa da Espanha 2008, 2012, 2017 e 2019-20
  • O vídeo abaixo mostra 35 dos 37 gols que Marcelo marcou com a camisa do Real Madrid
  • Este vídeo foi publicado no YouTube em 27 de outubro de 2019 por Shawccer TV

 

Números de Marcelo na Seleção Brasileira

 

Brasil

Seleções de Base

Diferentemente de muitos jogadores, Marcelo jogou primeiro na Seleção Principal do Brasil antes de jogar pelas seleções de base. Atuou na Copa do Mundo FIFA Sub-20 de 2007 no Canadá, onde a Seleção Brasileira foi eliminada pela Espanha nas oitavas de final após uma campanha ruim na fase de grupos, onde terminou em 3º lugar e se classificou por critérios de pontuação. Além de ter atuado pela Seleção sub-20, também atuou pela Seleção Sub-23 nas Olimpíadas de 2008 e 2012 respectivamente.

Seleção Principal

Após a queda nas quartas de final da Copa do Mundo FIFA de 2006, houve mudanças na Seleção Brasileira e sendo assim, o então treinador Carlos Caetano Bledorn Verri, conhecido como Dunga, anunciou a sua 1ª convocatória em 1º de agosto de 2006 e o nome de Marcelo estava presente nessa lista. O então jogador do Fluminense viu o empate em 1-1 em um amistoso com a Noruega do banco em 16/08/2006.

Na sua estreia com a “amarelinha” – Seleção Brasileira – em 05/09/2006, Marcelo atuou como titular e fez o primeiro gol da vitória por 2-0 no amistoso contra o País de Gales no White Hart Lane em Londres, na Inglaterra.

Posteriormente, foi convocado para alguns amistosos antes do início da Copa América 2007, contudo não fez parte do time que foi campeão dessa edição do torneio, pois estava defendendo a Seleção Sub-20 no Mundial do Canadá.

Olimpíadas Pequim 2008

Depois de jogar o amistoso contra a Turquia em 5 de junho de 2007, Marcelo só jogou mais uma partida pela Seleção Principal, mas por outro lado, foi convocado por Dunga para integrar a Seleção Olímpica e na estreia do Brasil na fase de grupos dessa edição dos Jogos Olímpicos em 7 de agosto de 2008, o lateral-esquerdo do Real Madrid atuou como titular na vitória por 1-0 sobre a Bélgica. Na rodada seguinte, o Brasil venceu a Nova Zelândia por 5-0 e por fim, vitória por 3-0 sobre a China na última rodada dessa fase e com 3 vitórias em 3 rodadas, terminou em 1º lugar no grupo A e se garantiu na fase de mata-mata.

Nas quartas de final, a Seleção Brasileira enfrentou o Camarões e após um empate em 0-0 no tempo regulamentar, marcou o gol que definiu o resultado da partida, vitória do Brasil por 2-0 na prorrogação.

Na semifinal, o Brasil enfrentou a Argentina e perdeu por 3-0. Na disputa da Medalha de Bronze, 3º lugar, a Seleção Brasileira enfrentou a Bélgica mais uma vez e venceu por 3-0 e com isso, Medalha de Bronze para o Brasil.

  • Desempenho de Marcelo nas Olimpíadas de 2008
Pd Gm A CA CV Mj
6 1 2 570

Olimpíadas Londres 2012

Após a conquista da Medalha de Bronze nas Olimpíadas de 2008, Marcelo só jogou mais 3 partidas, amistosos, sob o comando de Dunga e além disso, era a 3ª opção do treinador, sendo que André Santos e Michel Bastos eram os jogadores que mais costumavam ter chances com ele e como consequência, Marcelo ficou de fora da disputa da Copa do Mundo FIFA de 2010 na África do Sul.

Após a queda nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010 ante a Holanda, Dunga foi demitido e com a saída dele, Mano Menezes assume o comando da Seleção Brasileira. Porém, durante uma entrevista em junho de 2011, o então novo treinador da Seleção Brasileira questionou o comprometimento de Marcelo para com a Seleção, uma vez que vem se ausentando de uma série convocações, alegando estar lesionado e ter sido cortado do elenco que disputaria a Copa América de 2011. Tal entrevista teve grande repercussão, inclusive na imprensa da Europa, chegando ao ponto do seu clube, o Real Madrid, intervir na questão defendendo o jogador. Em agosto de 2011 voltou a ser convocado pelo técnico Mano Menezes.

Depois de se destacar nos amistosos contra o México, Bósnia e Herzegovina e contra os Estados Unidos, aos quais marcou 1 tento em cada jogo, Marcelo conquistou a confiança de Mano Menezes e com isso, o técnico podia convocar 3 jogadores acima dos 23 anos para a disputa dos Jogos Olímpicos em Londres e escolheu o lateral-esquerdo do Real Madrid.

Na estreia do Brasil na fase de grupos das Olimpíadas em 26 de julho de 2012, Marcelo atuou como titular na vitória por 3-2 sobre o Egito. Na rodada seguinte, triunfo por 3-1 sobre Belarus e por fim, deu o passe para o gol de Sandro na vitória por 3-0 sobre a Nova Zelândia e com isso, a Seleção Brasileira terminou na liderança do grupo C e se classificou para a fase de mata-mata.

Nas quartas de final, o Brasil teve um jogo complicado, mas mesmo assim se sobressaiu e venceu Honduras por 3-2.

Na semifinal, a Seleção Brasileira venceu a Coreia do Sul por 3-0 e com isso, se classificou para a final dessa edição das Olimpíadas.

Na final, o Brasil enfrentou o México e depois de levar um gol logo no início, perdeu por 2-1 e sendo assim, a Seleção Brasileira teve de se contentar com a Medalha de Prata.

  • Desempenho de Marcelo nas Olimpíadas de 2012
Pd Gm A CA CV Mj
6 1 1 526

Copa das Confederações FIFA de 2013

Após a conquista da Medalha de Prata nas Olimpíadas de 2012, Mano Menezes foi mantido no cargo de treinador da Seleção Brasileira, mas isso não durou por muito tempo e 4 meses depois, a CBF – Confederação Brasileira de Futebol – optou por demiti-lo e com a saída dele, Luiz Felipe Scolari assumiu o comando da “Seleção Canarinho”.

Em 14 de maio de 2013, foi convocado por Scolari para a disputa dessa edição da Copa das Confederações que realizar-se-ia no Brasil.

Na estreia do Brasil na fase de grupos em 15/06/2013, Marcelo atuou como titular na vitória por 3-0 sobre o Japão. Na rodada seguinte, triunfo por 2-0 sobre o México. Por fim, na última rodada da fase de grupos, o camisa 6 da Seleção Brasileira – Marcelo – teve uma grande atuação na vitória por 4-2 sobre a Itália, proveu assistências para os 2 gols de Fred. Com um total de 9 pontos em 3 rodadas, a Seleção Brasileira terminou em 1º lugar no grupo A e sendo assim, se classificou para a fase de mata-mata do torneio.

Na semifinal, o Brasil enfrentou o Uruguai no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, e com um triunfo por 2-1, se classificou para a final dessa edição da Copa das Confederações.

Na final, o Brasil enfrentou a Espanha no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, e venceu por 3-0 e com isso, se sagrou campeão dessa competição pela 4ª vez na sua história.

Da esquerda para a direita: Neymar, Enzo, filho de Marcelo, e o camisa 6 da Seleção Brasileira celebrando a conquista do título da Copa das Confederações FIFA de 2013
  • Desempenho de Marcelo na Copa das Confederações FIFA 2013
Pd Gm A CA CV Mj
5 2 1 450

Copa do Mundo FIFA de 2014

Depois de conquistar a confiança de Felipão, Marcelo foi um dos jogadores convocados para a disputa dessa edição da Copa do Mundo que realizar-se-ia no Brasil.

Na estreia do Brasil na fase de grupos em 12 de junho de 2014, apesar do gol contra de Marcelo aos 11 minutos da primeira etapa, o time virou e venceu a Croácia por 3-1 na Arena Corinthians em São Paulo. Na rodada seguinte, empate em 0-0 com o México na Arena Castelão em Fortaleza. Na última rodada da fase de grupos em 23/06/2014 no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, o camisa 6 da Seleção Brasileira deu o passe para 1 dos 2 gols de Neymar na goleada por 4-1 sobre Camarões. Com um total de 7 pontos em 3 rodadas, o Brasil terminou na liderança do grupo A e se classificou para a fase de mata-mata.

Nas oitavas de final, o Brasil enfrentou o Chile no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, e após um empate em 1-1 no tempo regulamentar, esse resultado persistiu na prorrogação e com isso, a definição da seleção classificada para a fase seguinte saiu nos pênaltis onde Marcelo foi o terceiro jogador a cobrar e o segundo a converter e ao término dessa disputa, o Brasil levou a melhor e venceu por 3-2 e sendo assim, seguiu adiante no torneio.

Nas quartas de final, a Seleção Brasileira enfrentou a Colômbia na Arena Castelão e venceu por 2-1 e avançou para a fase seguinte.

Na semifinal, o Brasil enfrentou a Alemanha no estádio do Mineirão e nos minutos finais da partida, o camisa 6 deu o passe para Oscar marcar o único gol do time numa humilhante derrota por 7-1.

Na disputa do 3º lugar contra a Holanda no Estádio Nacional Mané Garrincha, Marcelo viu do banco o Brasil perder por 3-0 e sendo assim, a Seleção Canarinho teve de se contentar com o 4º lugar.

  • Desempenho de Marcelo na Copa do Mundo FIFA de 2014
Pd Gm A CA CV Mj
6 2 570

Copa do Mundo FIFA de 2018

Após o 4º lugar da Copa do Mundo de 2014, Luiz Felipe Scolari não permaneceu como técnico da Seleção Brasileira e com a sua saída, Dunga reassume o comando da Seleção. Assim como ocorreu na sua primeira passagem como técnico entre 2006 e 2010, Marcelo deixou de ser convocado tanto para os amistosos quanto para as competições oficiais como a Copa América 2015 e a Copa América Centenário. Enquanto Dunga comandou a Seleção Brasileira, Marcelo atuou em 5 dos 26 jogos da segunda era Dunga.

Após a eliminação precoce na Copa América Centenário, Dunga foi demitido e sendo assim, Adenor Leonardo Bachi, conhecido como Tite, assume o comanda Seleção Brasileira.

Na estreia de Tite sob o comando da Seleção Brasileira em 1º de setembro de 2016, Marcelo deu o passe para 1 dos 2 gols de Gabriel Jesus na vitória por 3-0 sobre o Equador na 7ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2018.

Em 29 de março de 2017, em partida válida pela 14ª rodada das Eliminatórias, o camisa 6 da “Seleção Canarinho” marcou o 3º gol da vitória por 3-0 sobre o Paraguai na Arena Corinthians, em São Paulo. Esse foi o único tento de Marcelo pela Seleção Brasileira nas Eliminatórias e com esse resultado obtido diante da Seleção Paraguaia, o Brasil selou a sua classificação para a disputa da Copa do Mundo FIFA de 2018 na Rússia.

Em maio de 2018, Tite anunciou a lista final dos 23 jogadores convocados para a disputa do Mundial e o nome de Marcelo estava presente nessa lista. Posteriormente, na estreia do Brasil na fase de grupos dessa edição da Copa do Mundo em 17/06/2018, o novo camisa 12 da Seleção Brasileira, Marcelo, capitaneou o time no empate em 1-1 com a Suíça. Na rodada seguinte, dessa vez com Thiago Silva com a braçadeira de capitão, o Brasil venceu a Costa Rica por 2-0. No último jogo da fase de grupos, Marcelo só jogou os 10 primeiros minutos da vitória por 2-0 sobre a Sérvia, acabou deixando o jogo em decorrência de uma lesão. Com um total de 7 pontos em 3 rodadas, o Brasil terminou na liderança do grupo E e sendo assim, se classificou para a fase de mata-mata do torneio.

Nas oitavas de final, Marcelo viu do banco a vitória da Seleção Brasileira por 2-0 sobre o México. Na fase seguinte, quartas de final, o camisa 12 retomou a titularidade e jogou os 90 minutos da derrota por 2-1 ante a Bélgica. Com essa eliminação, o sonho do hexacampeonato foi adiado para 2022.

  • Desempenho de Marcelo na Copa do Mundo FIFA de 2018
Pd Gm A CA CV Mj
4 280

Pós-Copa

Após a eliminação diante da Bélgica na Copa do Mundo FIFA de 2018, Marcelo não voltou a ser convocado por Tite.

Títulos que conquistou pela Seleção Brasileira

  • Campeonato Sul-Americano Sub-17 2005
  • Copa das Confederações FIFA de 2013
  • O vídeo abaixo mostra todos os gols que Marcelo marcou com a camisa da Seleção Brasileira
  • Este vídeo foi publicado no YouTube em 26 de abril de 2020 por Boleiragem Gols

Total

Pd Gm A CA CV Mj
58 6 12 10 1 4457
Prêmios individuais
  • Seleção do Campeonato Brasileiro: 2006
  • Time do Ano da UEFA: 2011, 2015
  • FIFPro World XI: 2012, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019
  • 51º melhor jogador do ano de 2012 (The Guardian)
  • 48º melhor jogador do ano de 2016 (The Guardian)
  • 40º melhor jogador do ano de 2016 (Marca)

Considerações Finais

Com base em todos os dados apresentados aqui pode-se concluir que Marcelo é um lateral-esquerdo que é conhecido por sua qualidade ofensiva, truques e qualidade técnica e além disso, também pode atuar como ala esquerdo e como meio-campista. Ele é capaz de penetrar entre as linhas defensivas adversárias com jogadas de ataque ou subir o flanco esquerdo em boas posições ofensivas, das quais ele pode receber a bola com frequência, e fornecer largura para a sua equipe, atuando essencialmente como um avanço adicional.

E para vocês? Marcelo foi, ou ainda é um dos melhores laterais-esquerdos da atualidade?

 
Siga o Futebol Stats também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  
 

Deixe uma resposta