Quando cita-se um dos melhores pontas da atualidade, é inevitável não mencionar o nome de Gareth Bale que atualmente joga pelo Real Madrid da Espanha e que também atua pela seleção do País de Gales.

Gareth Frank Bale nasceu em 16/07/1989 em Cardiff, capital do País de Gales. Antes de jogar pelo Real Madrid, Bale teve passagem por duas equipes do futebol inglês. Porém, o que mais se sabe sobre Gareth Bale? Por quais clubes atuou até aqui? Quais feitos atingiu ao longo de sua carreira?

Juvenil

Como foi dito acima, Gareth Bale nasceu em Cardiff no País de Gales e é filho de Frank e Debbie Bale; zelador de escola e gerente de operações respectivamente. Também é importante mencionar que Gareth é sobrinho de Chris Pike, ex-jogador de futebol que atuou pelo Cardiff. Ele freqüentou a Escola Primária Eglwys Newydd em Whitchurch. Foi nessa escola que ele chamou a atenção do Southampton Football Club, o Southampton, aos 9 anos de idade, quando jogava em um torneio por um clube local, o Cardiff Civil Service. Na época que acompanhava futebol como um espectador, disse que seu herói do futebol era Ryan Giggs que atuava pelo Manchester United da Inglaterra e também pela Seleção do País de Gales.

Bale frequentou a Whitchurch High School em Cardiff. Ele era um atleta afiado; ele jogou futebol ao lado do futuro capitão de rugby do país de Gales, Sam Warburton e além disso, também jogou rugby, hóquei e se destacou no atletismo.

 

A Carreira de Gareth Bale em Números

 

Southampton

Categorias de Base

Com 14 anos, ele diz que fez o sprint de 100 metros em 11,4 segundos. Com uma excelente habilidade com a bola nos pés, o professor de educação física da escola, Gwyn Morris, teve que escrever regras especiais que restringiam Bale a jogar futebol com um toque e a não usar o pé esquerdo. Enquanto estava em Whitchurch, Bale treinou numa academia do Southampton na cidade de Bath, embora inicialmente houvesse alguma dúvida se o clube lhe daria uma bolsa de estudos devido à sua estatura.

Aos 16 anos de idade, Bale foi um dos destaques do time sub-18 do Cardiff Civil Service na conquista do título da Copa Sênior Cardiff & Vale. Ele deixou a escola no verão de 2005 e no seu último ano na escola, recebeu o prêmio do departamento de Educação Física por serviços ao esporte. Na apresentação, Morris fez o seguinte comentário: “Gareth tem uma determinação feroz em ter sucesso e tem caráter e qualidades para alcançar seus objetivos pessoais. Ele é um dos indivíduos mais altruístas que tive o prazer de ajudar a educar.”

Além disso, no verão do mesmo ano (2005), Bale passou a treinar com o time principal dos Saints (Southampton).

2005-06

Em 17 de abril de 2006, em jogo da 45ª rodada da Championship (2ª divisão do Campeonato Inglês), quando Bale tinha apenas 16 anos e 275 dias de idade, tornou-se o segundo jogador mais jovem a jogar do Southampton (depois de Theo Walcott, que era 132 dias mais novo) a estrear como profissional quando George Burley – técnico dos Saints naquela época – o escalou entre os titulares e no primeiro jogo de Bale como profissional, seu time venceu o Millwall por 2-0 no St Mary’s Stadium (estádio dos Saints). Na rodada seguinte do campeonato, última rodada da Championship 2005-06, o galês jogou como titular novamente e no seu segundo jogo como profissional, o Southampton venceu o Leicester por 2-0.

  • Números de Bale na sua 1ª Temporada no Southampton
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2005-06
2 180

Pd – Partidas disputadas; Gm – Gols marcados; A – Assistências; CA – Cartões amarelos; CV – Cartões vermelhos e Mj – Minutos jogados

2006-07

Em 6 de agosto de 2006, na estreia do Southampton nessa edição da Championship, Bale marcou seu primeiro tento como profissional no empate em 2-2 com o Derby County no Pride Park Stadium (estádio do Derby). Três dias depois, em partida válida pela 2ª rodada da 2ª divisão do Campeonato Inglês, o lateral-esquerdo galês marcou o primeiro gol da vitória por 2-0 sobre o Coventry City no St Mary’s Stadium. Na rodada seguinte do campeonato, Bale mostrou habilidade numa cobrança de falta onde acertou o travessão e isso acabou fazendo falta, pois os Saints empataram em 0-0 com o West Bromwich no St Mary’s Stadium.

Em 11/11/2006, em jogo da 17ª rodada da Championship, Bale foi o responsável por evitar a derrota dos Saints diante do Sunderland, ao qual as duas equipes empataram em 1-1 no Stadium of Light.

Em 02/12/2006, em partida válida pela 21ª rodada da 2ª divisão do Campeonato Inglês, o galês marcou seu 4º tento nessa temporada no triunfo por 4-2 sobre o Hull City fora de casa.

Em 16/12/2006, em jogo da 23ª rodada da Championship, Bale marcou seu 5º e último tento na temporada no triunfo por 2-1 sobre o Norwich no St Mary’s Stadium. Vale ressaltar que nesse mesmo mês, dezembro de 2006, Bale ganhou o Prêmio Carwyn James pela Personalidade Esportiva Jovem do Ano da BBC do País de Gales e foi nomeado Jogador Jovem do Ano da Liga de Futebol em 4 de março de 2007. Isso culminou com o que foi descrito na imprensa local como uma “incrível” primeira temporada completa como jogador profissional de futebol, no qual ele era um dos jogadores “mais criativos” dos Saints, mesmo que atuando como lateral-esquerdo.

Em 12/05/2007, no primeiro confronto da semifinal do playoff do campeonato, Bale sofreu uma lesão no segundo tempo e logo após a saída dele, o Southampton levou mais um gol e sendo assim, perdeu por 2-1 para o Derby County em pleno St Mary’s Stadium. Sem poder contar com o galês para o segundo jogo, os Saints se superaram e venceram o Derby no Pride Park Stadium por 2-1 no tempo regulamentar e na prorrogação, se saiu bem novamente e o jogo acabou com vitória do Southampton por 3-2, porém nessa época não havia o critério do gol fora de casa e na disputa por pênaltis, o Derby County venceu por 4-3 e com isso, o Southampton perdeu a última chance que tinha de subir para a Premier League 2007-08.

Em suma, na sua última temporada com a camisa dos Saints, Gareth Bale disputou 43 partidas, fez 5 gols e proveu 12 assistências. Quanto ao Southampton, terminou em 6º lugar na 2ª divisão do Campeonato Inglês e sequer chegou às oitavas-de-finais da Copa da Inglaterra (FA Cup) e da Copa da Liga Inglesa (EFL Cup).

  • Números de Bale na sua 2ª e última Temporada no Southampton
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2006-07
43 *5 12 4 3791

* Gols marcados na Championship

  • O vídeo abaixo mostra 2 dos 5 gols que Bale marcou com a camisa do Southampton
  • Este vídeo foi publicado no YouTube em 19 de março de 2018 por Football Times TV

 

Tottenham

2007-08

Gareth Bale sendo apresentado como novo reforço do Tottenham da Inglaterra

Em 25 de maio de 2007, Bale assinou com o Tottenham por 4 temporadas com o clube londrino pagando 5 milhões de libras (cerca de 33,2 milhões de reais) para contar com o até então lateral-esquerdo galês. Além disso, essa quantia podia chegar a 10 milhões de libras (66,4 milhões de reais) com base em desempenho e minutos em campo.

Durante a pré-temporada pelo novo clube, Bale sofreu uma lesão e como consequência, perdeu os 3 primeiros jogos do Tottenham nessa temporada até que no dia 26/08/2007, em jogo da 4ª rodada da Premier League (1ª divisão do Campeonato Inglês), Martin Jol – técnico do Tottenham naquela época – promoveu a estreia de Bale entre os titulares, porém na estreia do galês pelo novo clube, derrota por 1-0 ante o Manchester United.

Em 01/09/2007, em jogo da 5ª rodada da Premier League, o galês marcou seu primeiro tento pelo novo clube no empate em 3-3 com o Fulham. Além do gol marcado, também contribuiu com assistência para o gol de Younès Kaboul. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 15/09/2007, Bale marcou seu 2º tento nessa temporada, mas mesmo assim não evitou a derrota dos Spurs (Tottenham) por 3-1 no “North London Derby”, nome dado ao clássico entre Arsenal e Tottenham.

Em 26/09/2007, em partida válida pela 3ª rodada da Copa da Liga Inglesa, Bale marcou seu 3º e último tento com a camisa dos Spurs nessa temporada no triunfo por 2-0 sobre o Middlesbrough. Martin Jol, até então técnico do Tottenham, foi demitido após o revés por 2-1 ante o Getafe da Espanha na 1ª rodada da fase de grupos da Copa da UEFA e com a saída dele, Juande Ramos assume o comando do time.

Após o gol marcado contra o Middlesbrough, Bale não voltou a balançar as redes novamente e para piorar, em 02/12/2007, em jogo da 15ª rodada da Premier League, foi substituído após sofrer uma lesão resultante de uma entrada de Fabrice Muamba no revés por 3-2 ante o Birmingham no White Hart Lane (estádio do Tottenham). Um exame mais detalhado apontou que Bale havia sofrido danos nos ligamentos do tornozelo direito, o que o obrigou a ficar de fora de ação por um bom tempo e sendo assim, em 11/12/2007, Bale passou por uma cirurgia.

Em fevereiro de 2008, ficou claro que Bale perderia o resto da temporada por lesão. O diretor esportivo do Tottenham naquela época, Damien Comolli, disse: “Mesmo que o exame revele que o pé de Gareth está estável, foi tomada a decisão de trazê-lo de volta lentamente, para garantir que ele não sofra essa mesma lesão novamente ou sofra mais danos. É óbvio que ele está decepcionado por ficar de fora por esse período de tempo, mas ele ainda é jovem e temos que fazer o que é melhor para ele a longo prazo. “

Em suma, na sua 1ª temporada com a camisa dos Spurs, Gareth Bale disputou 12 partidas, fez 3 gols e proveu uma assistência. Quanto ao Tottenham, foi campeão da Copa da Liga Inglesa, terminou em 11º lugar no Campeonato Inglês, chegou até as oitavas de final da Copa da UEFA e foi eliminado na 4ª rodada da Copa da Inglaterra.

  • Números de Bale na sua 1ª Temporada no Tottenham
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2007-08
12 *3 1 1 824

* 3 gols dos quais 2 foram pela Premier League e 1 pela Copa da Liga Inglesa

2008-09

Em 16 de agosto de 2008, na estreia do Tottenham nessa edição da Premier League, Bale jogou os últimos 16 minutos do revés por 2-1 ante o Middlesbrough. Na rodada seguinte do campeonato nacional em 23/08/2008, Juande Ramos escalou o lateral-esquerdo galês pela primeira vez como titular na temporada, porém o Tottenham perdeu por 2-1 para o Sunderland no White Hart Lane. Vale ressaltar que nesse mesmo mês, agosto de 2008, Bale assinou um novo contrato com os Spurs, assinou por mais 4 temporadas com o clube londrino.

Em 19/10/2008, em partida válida pela 8ª rodada do Campeonato Inglês, o jovem galês de 19 anos levou o seu primeiro cartão vermelho da carreira na derrota por 2-1 ante o Stoke City fora de casa. Quatro dias depois (23/10/2008), o Tottenham foi derrotado por 2-0 pela Udinese da Itália na fase de grupos da Copa da UEFA e no dia 25/10/2008, o clube anunciou a demissão de Juande Ramos e nesse mesmo dia, anunciou Harry Redknapp como o novo técnico dos Spurs.

Em 18/12/2008, no último jogo da fase de grupos da Copa da UEFA, Bale proveu assistência para o gol de Tom Huddlestone no empate em 2-2 com o Spartak de Moscou da Rússia no White Hart Lane e com um total de 7 pontos em 4 jogos, terminou em 2º lugar no grupo D e com isso, se classificou para a fase de mata-mata desse torneio.

Em 6 de janeiro de 2009, no primeiro confronto da semifinal da Copa da Liga Inglesa, o camisa 3 dos Spurs – Bale – proveu assistência para o gol de Roman Pavlyuchenko na goleada por 4-1 sobre o Burnley. Posteriormente, no segundo confronto, o Burnley venceu por 3-0 no tempo regulamentar e na prorrogação, o Tottenham marcou 2 gols e mesmo com o revés por 3-2, se garantiu na final da Copa da Liga Inglesa 2008-09.

Em 01/03/2009, na final da Copa da Liga Inglesa, Bale entrou em campo aos 8 minutos do primeiro tempo da prorrogação no lugar de Jermain Defoe e mesmo com a entrada dele para mudar o panorama da partida, o empate em 0-0 com o Manchester United persistiu e sendo assim, a definição do campeão saiu nos pênaltis onde os Red Devils – Manchester United – levaram a melhor e venceram por 4-1.

Em suma, na sua 2ª temporada com a camisa dos Spurs, Gareth Bale disputou 30 partidas e proveu 3 assistências. Quanto ao Tottenham, além de ter sido vice-campeão da Copa da Liga Inglesa, terminou em 8º lugar no Campeonato Inglês, caiu na fase de 16 avos da Copa da UEFA e foi eliminado na 4ª rodada da Copa da Inglaterra.

  • Números de Bale na sua 2ª Temporada no Tottenham
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2008-09
30 3 4 1 2094

2009-10

Em junho de 2009, Bale passou por uma cirurgia em decorrência de uma lesão no joelho e com isso, sabia-se que o galês ficaria de fora dos gramados por pelo menos 2 meses. Ele perdeu partidas da pré-temporada e foi projetado que ele também perderia as primeiras semanas da temporada 2009-10.

Em 23 de setembro de 2009, em partida válida pela 3ª rodada da Copa da Liga Inglesa, já recuperado da cirurgia, ganhou a chance de iniciar entre os titulares e foi um dos destaques da goleada por 5-1 sobre o Preston North End ao prover assistência para 1 dos 3 gols marcados por Peter Crouch. Três dias depois, em jogo da 7ª rodada da Premier League, Bale entrou em campo aos 39 minutos da segunda etapa no lugar de Aaron Lennon e jogou o restante da goleada por 5-0 sobre o Burnley no White Hart Lane.

A lesão de Bale contribuiu para a sequência do camaronês Benoît Assou-Ekotto entre os titulares e com isso, o galês teve de se empenhar ainda mais para se firmar como titular e quando o lateral-esquerdo camaronês sofreu uma lesão, Redknapp decidiu dar uma chance a Bale e ele impressionou na goleada aplicada por 4-0 sobre o Peterborough United em 2 de janeiro de 2010 em confronto válido pela 3ª rodada da Copa da Inglaterra, ao qual proveu assistências para 1 dos 2 gols de Niko Kranjčar e para o gol de Jermain Defoe.

Em 26/01/2010, em jogo da 23ª rodada da Premier League, o Tottenham venceu uma partida pela primeira vez com Bale como titular nesse campeonato; vitória por 2-0 sobre o Fulham no White Hart Lane. Desta partida em diante, o galês se firmou entre os titulares dos Spurs.

Em 14/04/2010, em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Inglês, Bale jogou no meio-campo e numa nova posição, marcou seu primeiro tento nessa temporada no triunfo por 2-1 sobre o Arsenal no White Hart Lane. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 17/04/2010, jogando como mandante novamente, os Spurs venceram o Chelsea por 2-1 com mais um tento marcado pelo galês e com isso, foi nomeado “The Man of the Match” (homem do jogo). Por conseguinte, foi eleito “Melhor Jogador do Mês de Abril” dessa edição da Premier League.

Em 09/05/2010, em partida válida pela última rodada (38ª) dessa edição do Campeonato Inglês, o camisa 3 dos Spurs marcou seu 3º e último tento nessa temporada no revés por 4-2 ante o Burnley. Além de ter feito 1 gol, também deu o passe para o gol de Luka Modrić.

Em suma, na sua 3ª temporada com a camisa dos Spurs, Gareth Bale disputou 34 partidas, fez 3 gols e proveu 11 assistências. Quanto ao Tottenham, terminou em 4º lugar no Campeonato Inglês, chegou até a semifinal da Copa da Inglaterra e foi eliminado nas quartas de final da Copa da Liga Inglesa.

  • Números de Bale na sua 3ª Temporada no Tottenham
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2009-10
34 *3 11 2 2717

* Gols marcados na Premier League

2010-11

Em 21 de agosto de 2010, em jogo da 2ª rodada da Premier League, atuando no ataque e não mais como lateral-esquerdo, Bale marcou seus primeiros 2 tentos nessa temporada e com isso, o Tottenham venceu o Stoke City por 2-1 no bet365 Stadium. Destaque para o segundo gol, ao qual foi um voleio de cabeça erguida no canto superior direito da meta. Posteriormente, o galês foi premiado com o gol da BBC no mês de agosto de 2010.

Em 25/08/2010, no segundo confronto da última fase pré-eliminatória da Champions League (Liga dos Campeões) contra o Young Boys da Suíça, o camisa 3 dos Spurs proveu assistências para todos os gols da goleada por 4-0 sobre o time suíço; 3 gols de Peter Crouch e 1 gol de Jermain Defoe. Apesar do revés por 3-2 ante o Young Boys no primeiro confronto, com essa vitória no segundo confronto no White Hart Lane em Londres, o Tottenham garantiu vaga para a fase de grupos da UEFA Champions League 2010-11.

Em 29/09/2010, em partida válida pela 2ª rodada da fase de grupos da Champions League, o jovem galês de 21 anos marcou seu 3º tento na temporada na goleada por 4-1 sobre o Twente da Holanda em Londres. Por suas atuações, ele foi nomeado “Jogador do Ano de Gales pela Associação de Futebol do País de Gales (FAW)”. Na rodada seguinte da fase de grupos da Liga dos Campeões, em 20/10/2010, marcou seu único hat-trick nessa temporada no revés por 4-3 ante a Internazionale da Itália no estádio Giuseppe Meazza, estádio do time italiano.

Em 02/11/2010, em confronto válido pela 4ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, Bale foi um dos destaques da vitória por 3-1 sobre a Internazionale no White Hart Lane com assistências para os gols de Peter Crouch e de Roman Pavlyuchenko. Este foi um feito em tanto do Tottenham, vitória sobre a atual campeã da Champions League daquela época. Dois dias depois – 04/11/2010 -, Bale afirmou que pretendia permanecer no Tottenham pelo restante de seu contrato de 4 temporadas recentemente assinado, apesar do interesse relatado por outros clubes.

Em 13/11/2010, em jogo da 13ª rodada da Premier League, o camisa 3 dos Spurs marcou seu 2º e último doblete nessa temporada no triunfo por 4-2 sobre o Blackburn Rovers. Além dos 2 gols marcados, também proveu assistência para o gol de Pavlyuchenko.

Em dezembro de 2010, Bale recebeu o prêmio de Personalidade Esportiva do ano da BBC Wales (País de Gales).

Em 1º de janeiro de 2011, em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Inglês, o jovem galês de 21 anos marcou seu último tento na temporada na vitória por 1-0 sobre o Fulham no White Hart Lane. Devido à duas lesões, na lombar e no ligamento do tornozelo respectivamente, Bale não conseguiu repetir o desempenho da primeira metade da temporada.

Em 19/03/2011, foi anunciado que Bale prolongaria sua permanência no clube londrino até junho de 2015. Em 17/04/2011, Bale foi homenageado com o prêmio de Jogador do Ano da PFA, conforme votado por seus colegas de equipe.

Em suma, em mais uma temporada com a camisa dos Spurs, Gareth Bale disputou 41 jogos, fez 11 gols e proveu 11 assistências. Quanto ao Tottenham, terminou em 5º lugar no Campeonato Inglês, chegou até as quartas de final da UEFA Champions League, contudo sequer chegou às oitavas-de-finais da Copa da Inglaterra e da Copa da Liga Inglesa.

  • Números de Bale na sua 4ª Temporada no Tottenham
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2010-11
41 *11 11 1 3356

* 11 gols dos quais 7 foram pela Premier League e 4 pela UEFA Champions League

2011-12

Em 18 de agosto de 2011, no primeiro confronto da última fase pré-eliminatória da Europa League, Bale marcou seu 1º tento nessa temporada na goleada por 5-0 sobre o Heart of Midlothian da Escócia fora de casa. No segundo confronto entre as duas equipes em 25/08/2011, as duas equipes empataram em 0-0 em Londres e com isso, o Tottenham se classificou para a fase de grupos da UEFA Europa League 2011-12.

Em 24/09/2011, em jogo da 6ª rodada da Premier League, o camisa 3 dos Spurs marcou seu 2º tento na temporada na vitória por 2-1 sobre o Wigan.

Após o gol marcado contra o Wigan, Bale só voltou a balançar as redes em 30/10/2011, em jogo da 10ª rodada da Premier League, ao qual marcou um doblete no triunfo por 3-1 sobre o Queens Park Rangers no White Hart Lane. Na rodada seguinte do campeonato nacional em 06/11/2011, foi um dos destaques da vitória por 3-1 sobre o Fulham no Craven Cottage – estádio do Fulham – com 1 gol e assistência para o gol de Aaron Lennon.

Em 27/12/2011, em partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Inglês, o galês marcou seu 2º doblete na temporada e com isso, os Spurs venceram o Norwich por 2-0 fora de casa.

Veja Também!  Como assistir São José x Magnus Sorocaba Futebol AO VIVO – LNF 2020

Em 5 de janeiro de 2012, Bale foi um dos jogadores eleitos para a Seleção do Ano da UEFA de 2011.

Em 31/01/2012, em jogo da 23ª rodada da Premier League, o camisa 3 dos Spurs marcou seu 3º doblete na temporada na vitória por 3-1 sobre o Wigan no White Hart Lane. Com esses 2 gols marcados, o galês chegou a marca de 10 gols nessa edição da Premier League. Posteriormente, Bale foi eleito o “Jogador do Mês da Premier League” pela segunda vez em sua carreira, depois de 3 gols e duas assistências na Premier League do mês de janeiro.

Em 15/04/2012, em partida válida pela semifinal da Copa da Inglaterra, o galês marcou seu último tento nessa temporada no revés por 5-1 ante o Chelsea.

Em 27/06/2012, Bale assinou um novo contrato de 4 temporadas com os Spurs, comprometendo seu futuro com o clube até junho de 2016.

Em suma, em mais uma temporada com a camisa dos Spurs, Gareth Bale disputou 42 jogos, fez 13 gols e proveu 17 assistências, sendo que só na Premier League 2011-12, o galês proveu 11 assistências e com isso, foi o 5º jogador com mais assistências no campeonato ao lado de Alex Song do Arsenal. Quanto ao Tottenham, terminou em 4º lugar no Campeonato Inglês, chegou até a semifinal da Copa da Inglaterra, foi eliminado na 3ª rodada da Copa da Liga Inglesa e caiu na fase de grupos da UEFA Europa League.

  • Números de Bale na sua 5ª Temporada no Tottenham
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2011-12
42 *13 17 3 3675

* 13 gols dos quais 10 foram pela Premier League, 2 pela Copa da Inglaterra e 1 pela UEFA Europa League

2012-13

Antes do início dessa temporada, Bale mudou o número da sua camisa, de 3 para 11, porque ele não era mais um “lateral-esquerdo” e pediu ao clube um número mais alto. Além disso, Harry Redknapp e o Tottenham não chegaram a um acordo com relação a renovação de contrato e com a saída dele, o clube londrino resolveu apostar suas fichas em André Villas-Boas. Também é importante mencionar que o título do Chelsea na Champions League 2011-12 fez com que mesmo o Tottenham terminando em 4º lugar no Campeonato Inglês, ficasse de fora da competição, mas ainda assim, herdou vaga automática na fase de grupos da UEFA Europa League 2012-13.

Em 16 de setembro de 2012, em jogo da 4ª rodada da Premier League, Bale marcou seu 1º tento na temporada na vitória por 3-1 sobre o Reading fora de casa.

Em 29/09/2012, em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Inglês, o novo camisa 11 dos Spurs foi o principal destaque da vitória por 3-2 sobre o Manchester United ao marcar 1 gol e prover assistências para os outros 2 gols; Jan Vertonghen e Clint Dempsey. Esta foi a primeira vitória do Tottenham sobre o Manchester United no Old Trafford desde o ano de 1989.

Em 28/10/2012, em jogo da 9ª rodada da Premier League, o galês fez valer a “lei do ex” e marcou ode cabeça o primeiro gol do triunfo por 2-1 sobre o Southampton no St Mary’s Stadium.

Em 26/12/2012, em jogo da 19ª rodada da Premier League, Bale marcou seu único hat-trick na temporada na goleada por 4-0 sobre o Aston Villa em pleno Villa Park.

Em 5 de janeiro de 2013, em confronto válido pela 3ª rodada da Copa da Inglaterra, o camisa 11 dos Spurs foi o principal destaque da vitória por 3-0 sobre o Coventry City com 1 gol e assistências para os 2 gols de Clint Dempsey.

Em 30/01/2013, em jogo da 24ª rodada da Premier League, o galês marcou seu 10º tento no campeonato no empate em 1-1 com o Norwich no Carrow Road.

Em 09/02/2013, em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Inglês, Bale marcou seu 1º doblete nessa temporada e com isso, o Tottenham venceu o Newcastle no White Hart Lane pelo placar de 2-1. Cinco dias depois, no primeiro confronto da fase de 16 avos da Europa League contra o Lyon da França, o galês marcou seu 2º doblete consecutivo e sendo assim, o Tottenham venceu o time francês por 2-1 em Londres. Posteriormente, as duas equipes empataram em 1-1 na França e com um placar agregado de 3-2, a equipe inglesa seguiu adiante na Europa League.

Em 25/02/2013, em jogo da 27ª rodada da Premier League, o camisa 11 dos Spurs marcou seu 3º doblete na temporada no triunfo por 3-2 sobre o West Ham fora de casa. Com os 2 gols marcados contra os Hammers (West Ham), Bale chegou a marca de 8 gols em 6 jogos. Na rodada seguinte do campeonato nacional em 03/03/2013, Bale marcou o primeiro gol dos Spurs na vitória por 2-1 nesse “North London Derby”.

Em 07/03/2013, no primeiro confronto das oitavas de final da Europa League contra a Internazionale da Itália, Bale mostrou-se decisivo novamente e com isso, o Tottenham venceu o time italiano no White Hart Lane por 3-0 com 1 gol do galês e assistência para o gol de Jan Vertonghen. Posteriormente, a equipe italiana venceu os Spurs por 4-1 na prorrogação no segundo confronto e pelo critério do gol fora de casa, o clube londrino se classificou para a fase seguinte.

A boa forma de Bale nos primeiros meses de 2013 o levou a vencer o prêmio de “Jogador do mês da Premier League em fevereiro, bem como o gol da BBC em janeiro e fevereiro, por seus gols marcados contra Norwich e West Ham, respectivamente.

Em 04/04/2013, no primeiro confronto das quartas de final da Europa League contra o Basel da Suíça, Bale machucou o tornozelo direito ainda no primeiro tempo, mas mesmo assim jogou os 90 minutos de uma partida na qual as duas equipes empataram em 2-2 no White Hart Lane. Após a constatação da lesão, o galês ficou de fora dos gramados por pouco mais de duas semanas e sem poder contar com um dos seus principais jogadores, os Spurs empataram em 2-2 com o Basel na Suíça e acabou sendo eliminado pelo time suíço nos pênaltis.

No retorno de Bale aos gramados em 21/04/2013 em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Inglês, o camisa 11 marcou 1 gol e proveu assistência para o gol de Dempsey no triunfo por 3-1 sobre o Manchester City.

Em 28/04/2013, Bale recebeu 2 prêmios: “Jogador do Ano dos Jogadores da PFA” e “Jogador Jovem do Ano” após sua excelente exibição na temporada 2012–13. Uma semana depois, em 02/05/2013, ele ganhou mais um prêmio: “Futebolista do Ano da FWA da Football Writers ‘Association” e com isso, tornou-se um dos únicos jogadores que venceram esses 3 prêmios numa única temporada – o outro jogador que atingiu essa façanha foi Cristiano Ronaldo na temporada 2007-08.

Em 04/05/2013, em jogo da 36ª rodada da Premier League, Bale marcou seu 20º tento nessa temporada e com isso, o Tottenham venceu o Southampton por 1-0 no White Hart Lane. Vale ressaltar que este também foi o seu 200º jogo com a camisa dos Spurs.

Em 19/05/2013, em partida válida pela última rodada (38ª) do Campeonato Inglês, o galês encerrou essa temporada marcando o único gol da vitória dos Spurs sobre o Sunderland. Apesar da vitória, isso não foi o suficiente para a obtenção à vaga para a disputa da UEFA Champions League 2013-14.

Em suma, na sua última temporada com a camisa dos Spurs, Gareth Bale disputou 44 partidas, fez 26 gols – sendo 21 destes na Premier League 2012-13, o que fez dele o 3º maior goleador do campeonato, ficando atrás apenas de Robin van Persie do Manchester United (26 gols) e de Luis Suárez do Liverpool (23 gols) – e proveu 15 assistências. Quanto ao Tottenham, terminou em 5º lugar no Campeonato Inglês, chegou até as quartas de final da UEFA Europa League, caiu nas oitavas de final da Copa da Liga Inglesa e foi eliminado na 4ª rodada da Copa da Inglaterra.

  • Números de Bale na sua 6ª e última Temporada no Tottenham
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2012-13
44 *26 15 10 3891

* 26 gols dos quais 21 foram pela Premier League, 3 pela UEFA Europa League, 1 pela Copa da Inglaterra e 1 pela Copa da Liga Inglesa

  • O vídeo abaixo mostra todos os gols de Bale com a camisa do Tottenham
  • Este vídeo foi publicado no YouTube em 3 de setembro de 2013 por twistedbutlogical

 

Real Madrid

Real Madrid

2013-14

Bale sendo apresentado por Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, como o mais novo reforço do clube

Em 1º de setembro de 2013, o Real Madrid da Espanha anunciou a contratação de Gareth Bale. O ponta galês assinou com o time espanhol por 6 temporadas, uma contratação que até então era considerada recorde mundial, pois a imprensa espanhol (e a Real Madrid TV) informaram que Bale havia custado 91 milhões de euros (cerca de 559,4 milhões de reais), enquanto a imprensa britânica relatou uma taxa de transferência recorde mundial de 100 milhões de euros (cerca de 614,7 milhões de reais), o que estaria acima da transferência de Cristiano Ronaldo taxa recorde de 94 milhões de euros.

No entanto, em janeiro de 2016, os documentos relativos à transferência foram vazados no site Football Leaks, que confirmou uma taxa de transferência recorde mundial de 100,8 milhões de euros (cerca de 619,7 milhões de reais). O recorde de Bale foi superado em agosto de 2016 pela taxa recorde de Paul Pogba de 105 milhões de euros. Bale recebeu a camisa de número 11 no time merengue, Real Madrid.

Em 14/09/2013, em jogo da 4ª rodada da La Liga (Campeonato Espanhol), Carlo Ancelotti – técnico do time merengue naquela época – promoveu a estreia de Bale entre os titulares e no primeiro jogo pelo novo clube, marcou o primeiro gol do time no empate em 2-2 com o Villarreal e por não estar 100%, foi substituído aos 16 minutos da segunda etapa por Ángel Di María. Três dias depois, Bale jogou os últimos 26 minutos da goleada por 6-1 sobre o Galatasaray da Turquia na estreia do time merengue na fase de grupos da Liga dos Campeões. Após o jogo contra o Galatasaray, Bale teve de ficar uma semana sem jogar devido à uma lesão muscular.

Em 28/09/2013, em partida válida pela 7ª rodada do Campeonato Espanhol, o novo camisa 11 dos “Blancos” – Real Madrid – fez a sua estreia no Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid, quando jogou o segundo tempo do revés por 1-0 ante o Atlético de Madrid.

Após o gol na sua estreia pelo time merengue, Bale passou por um jejum de gols, ao qual pôs um fim em 30/10/2013 em jogo da 11ª rodada da La Liga, onde o galês marcou 2 gols e proveu assistências para 1 dos 2 gols de Karim Benzema e 1 dos 3 gols marcados por Cristiano Ronaldo na goleada por 7-3 sobre o Sevilla no Santiago Bernabéu. Desta partida em diante, esse trio de ataque do Real Madrid passou a ser conhecido como BBC: Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo. Após sua impressionante performance, a imprensa espanhola apelidou Bale de “O Canhão”.

Trio BBC

Em 05/11/2013, em partida válida pela 4ª rodada da fase de grupos da Champions League, o novo camisa 11 dos “Blancos” marcou seu 4º tento na temporada no empate em 2-2 com a Juventus da Itália fora de casa.

Em 23/11/2013, em jogo da 14ª rodada da La Liga, Bale marcou seu 5º tento na temporada na goleada por 5-0 sobre o Almería em pleno Estadio de los Juegos Mediterráneos (estádio do Almería). Na rodada seguinte do campeonato nacional em 30/11/2013, o camisa 11 do time merengue foi o principal destaque da goleada por 4-0 sobre o Real Valladolid com um hat-trick e assistência para o gol de Karim Benzema. Também é importante mencionar que o galês marcou o que pode-se chamar de hat-trick perfeito: gol de cabeça, de pé esquerdo e de pé direito.

Em 26 de fevereiro de 2014, no primeiro confronto das oitavas de final da Liga dos Campeões contra o Schalke 04 da Alemanha, Bale foi um dos destaques da goleada por 6-1 sobre o time alemão na Veltins-Arena com 2 gols e assistência para 1 dos 2 gols de Cristiano Ronaldo. No segundo confronto entre as duas equipes, o Real Madrid venceu o Schalke no Santiago Bernabéu por 3-1 e com isso, avançou para a fase seguinte.

Em 29/03/2014, em jogo da 31ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue marcou seu 3º doblete nessa temporada na goleada por 5-0 sobre o Rayo Vallecano. Além dos 2 tentos marcados, também contribuiu com assistência para o gol de Ronaldo.

Em 02/04/2014, no primeiro confronto das quartas de final da Champions League contra o Borussia Dortmund da Alemanha, o galês marcou o primeiro gol dos “Blancos” na vitória por 3-0 sobre o time alemão no Santiago Bernabéu. Apesar do revés por 2-0 na Alemanha no segundo jogo, o Real Madrid se classificou para a fase seguinte do torneio.

Em 16/04/2014, em partida válida pela final da Copa do Rei, Bale marcou o gol que deu o título dos “Blancos” na vitória por 2-1 sobre o Barcelona. Este gol foi o 20º de Bale nessa temporada e o primeiro numa edição do “El Clasico”, nome dado ao clássico entre Barcelona e Real Madrid. Esta foi a 19ª vez que o time merengue se sagra campeão deste torneio.

Em 24/05/2014, o Estádio da Luz em Lisboa, Portugal, foi o palco da final entre Real Madrid e Atlético de Madrid e a trajetória dos “Blancos” rumo a conquista do 10º título de Liga dos Campeões foi assim> após o sorteio dos grupos, definiu-se que o Real Madrid integraria o grupo B ao lado do Copenhague da Dinamarca, Juventus da Itália e do Galatasaray da Turquia e depois de 6 rodadas, o time espanhol somou 16 pontos – 5 vitórias e 1 empate – e com tal campanha, terminou em 1º lugar no grupo e consequentemente, se classificou para a fase de mata-mata da UEFA Champions League 2013-14.

Nas oitavas de final, o Real Madrid enfrentou o Schalke 04 da Alemanha e com um placar agregado de 9-2 – vitórias por 6-1 e 3-1 respectivamente -, avançou para a fase seguinte.

Nas quartas de final, o time merengue enfrentou mais um time alemão, Borussia Dortmund, e com um placar agregado de 3-2 – vitória por 3-0 e revés por 2-0 respectivamente -, se classificou para a fase seguinte.

Na semifinal, o Real Madrid enfrentou o Bayern de Munique da Alemanha e com um placar agregado de 5-0 – vitórias por 4-0 e 1-0 respectivamente -, obteve vaga na final dessa edição da Liga dos Campeões.

Na final, os “Blancos” se depararam com um velho conhecido, o Atlético de Madrid, e após um empate em 1-1 no tempo regulamentar, com 1 gol de Bale na prorrogação, o Real Madrid venceu o rival por 4-1 e com isso, sagrou-se campeão dessa edição da Champions League. Esse gol fez de Bale o primeiro galês a marcar um gol numa final de Liga dos Campeões

Bale celebrando a conquista do título com o troféu da UEFA Champions League 2013-14

Em suma, na sua 1ª temporada na Espanha, Gareth Bale disputou 44 partidas, fez 22 gols – sendo 15 destes marcados na La Liga 2013-14, o que fez dele o 9º maior goleador do campeonato ao lado de Javi Guerra do Real Valladolid, Kevin Gameiro do Sevilla e Pedro do Barcelona – e proveu 19 assistências, sendo 13 destas na La Liga 2013-14, o que fez do galês o 3º jogador do campeonato com mais assistências, ficando atrás apenas de Di María (18), seu companheiro de equipe, Cesc Fàbregas do Barcelona e Koke do Atlético de Madrid, ambos proveram 14 assistências cada um. Além disso, também é importante mencionar que o famoso trio ofensivo BBC, terminou a temporada com 97 gols.

Quanto ao Real Madrid, além de ter sido campeão da UEFA Champions League e da Copa do Rei, terminou em 3º lugar no Campeonato Espanhol.

  • Números de Bale na sua 1ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2013-14
44 *22 19 3 3329

* 22 gols dos quais 15 foram pela La Liga, 6 pela UEFA Champions League e 1 pela Copa do Rei

2014-15

Em 12 de agosto de 2014, na decisão da Supercopa da UEFA, Bale foi um dos destaques da vitória do Real Madrid por 2-0 sobre o Sevilla, outro time espanhol, ao dar o passe para 1 dos 2 gols de Cristiano Ronaldo. A temporada 2014-15 mal se iniciava e o Real Madrid já celebrava a conquista de mais um título. Após a partida, seu desempenho foi descrito como “incrível” por Ronaldo.

Em 31/08/2014, em jogo da 2ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue marcou seu primeiro tento nessa temporada no revés por 4-2 ante a Real Sociedad fora de casa.

Em 16/09/2014, na estreia do Real Madrid na fase de grupos dessa edição da Champions League, o galês marcou o 2º gol da goleada de 5-1 sobre o Basel da Suíça e também contribuiu com assistência para o gol de Cristiano Ronaldo. Quatro dias depois – 20/09/2014 -, em jogo da 4ª rodada da La Liga, Bale marcou seu 1º doblete na temporada no “massacre” por 8-2 sobre o Deportivo La Coruña em pleno Riazor (estádio do La Coruña).

Em 23/09/2014, em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Espanhol, o camisa 11 do time merengue marcou seu 5º tento na temporada na goleada por 5-1 sobre o Elche no Santiago Bernabéu. Além de ter feito 1 gol, também deu o passe para 1 dos 4 gols marcados por Cristiano Ronaldo.

Em 16/12/2014, na semifinal do Mundial Interclubes da FIFA, o Real Madrid enfrentou o Cruz Azul do México e Bale marcou o 3º gol do time na goleada por 4-0 sobre a equipe mexicana e com isso, avançou para a final do torneio. Na final disputada em 20/12/2014, o camisa 11 mostrou-se decisivo novamente ao marcar o segundo gol da vitória do Real Madrid por 2-0 sobre o San Lorenzo da Argentina e com isso, o Real Madrid se sagrou campeão dessa competição pela 4ª vez na sua história.

Em 24 de janeiro de 2015, em jogo da 20ª rodada da La Liga, o galês foi o principal destaque do triunfo por 2-1 sobre o Córdoba ao dar o passe para o gol de Benzema e no final do jogo, marcar de pênalti o segundo gol do time merengue.

Após o gol marcado contra o Córdoba, Bale só voltou a balançar as redes em 15/03/2015 em partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Espanhol, a qual marcou os gols da vitória por 2-0 sobre o Levante no Santiago Bernabéu.

Em 05/04/2015, em jogo da 29ª rodada da La Liga, o camisa 11 dos “Blancos” marcou seu último tento na temporada no “massacre” por 9-1 sobre o Granada. Além do gol marcado, proveu assistências para 2 dos 54 gols marcados por Cristiano Ronaldo.

Em 18/04/2015, em partida válida pela 32ª rodada do Campeonato Espanhol, devido à uma lesão na panturrilha, Bale teve de deixar o campo ainda aos 4 minutos da primeira etapa. Quanto ao resultado da partida, o Real Madrid venceu o Málaga por 3-1 no Santiago Bernabéu. Pouco mais de duas semanas depois, Bale ficou de fora dos gramados e no seu retorno em 02/05/2015 em jogo da 35ª rodada da La Liga, entrou em campo no lugar de Chicharito Hernández aos 21 minutos da segunda etapa e 3 minutos depois, colocou a bola na cabeça de Cristiano Ronaldo para ele marcar o terceiro gol da vitória por 3-2 sobre o Sevilla fora de casa.

Em suma, na sua 2ª temporada na Espanha, Gareth Bale disputou 48 partidas, fez 17 gols e proveu 12 assistências. Quanto ao Real Madrid, foi campeão da Supercopa da UEFA e do Mundial Interclubes da FIFA, foi vice-campeão da Supercopa da Espanha e do Campeonato Espanhol, chegou até a semifinal da Liga dos Campeões e caiu nas oitavas de final da Copa do Rei.

  • Números de Bale na sua 2ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2014-15
48 *17 12 2 4038

* 17 gols dos quais 13 foram pela La Liga, 2 pelo Mundial Interclubes da FIFA e 2 pela UEFA Champions League

2015-16

Após o fim da temporada 2014-15, Carlo Ancelotti deixou o comando do Real Madrid e com a saída dele, Rafa Benítez assume o comando do clube para a temporada 2015-16.

Em 29 de agosto de 2015, em jogo da 2ª rodada da La Liga, Bale foi um dos destaques do time merengue ao marcar 2 gols e prover assistência para o gol de Benzema na goleada por 5-0 sobre o Real Bétis no Santiago Bernabéu. Os 2 gols do galês elevaram o número total de gols do trio BBC a 200 tentos desde que passaram a jogar juntos em 2013.

Em 15/09/2015, em partida válida pela 1ª rodada da fase de grupos da Champions League, o camisa 11 do time merengue só jogou os primeiros 30 minutos da goleada por 4-0 sobre o Shakhtar Donetsk da Ucrânia porque teve de dar lugar a Mateo Kovačić, pois sofreu uma lesão muscular. Depois de ficar por 3 semanas longe dos gramados, Bale retornou em 04/10/2015 em jogo da 7ª rodada da La Liga, contra o Atlético de Madrid, quando jogou os últimos 24 minutos do jogo. Na rodada seguinte do Campeonato Espanhol em 17/10/2015, jogou o primeiro tempo da vitória por 3-0 sobre o Levante porque a lesão muscular o tirou do restante da partida.

Veja Também!  Como assistir Grêmio x Universidad Católica Futebol AO VIVO na Conmebol TV – Copa Libertadores 2020

No seu retorno aos gramados em 08/11/2015, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Espanhol, Bale jogou os 90 minutos da derrota por 3-2 ante o Sevilla no Ramón Sánchez Pizjuan e apesar disso, o jogo foi bom para o galês, pois proveu assistência para o gol de James Rodríguez.

Em 29/11/2015, em jogo da 13ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue marcou seu 3º tento na temporada na vitória por 2-0 sobre o Eibar fora de casa. Na rodada seguinte do campeonato nacional em 05/12/2015, Bale marcou 1 tento e deu o passe para 1 dos 2 gols de Karim Benzema na goleada por 4-1 sobre o Getafe no Santiago Bernabéu.

Em 20/12/2015, em jogo da 16ª rodada da La Liga, o galês marcou um hat-trick na goleada por 10-2 sobre o Rayo Vallecano. Além de ter feito 4 gols, também contribuiu com assistência para o gol do lateral-direito Danilo.

Em 4 de janeiro de 2016, o Real Madrid anunciou a demissão de Rafa Benítez e para justificar isso, alegou a falta de popularidade do técnico com a torcida do clube e a perda de pontos contra equipes que estavam entre disputando as primeiras posições da La Liga e com isso, o clube resolveu efetivar Zinedine Zidane, até então técnico do Real Madrid Castilla – time b dos “Blancos” – como treinador do time principal do clube.

Na estreia do novo técnico em 09/01/2016, em jogo da 19ª rodada da La Liga, Bale marcou seu 2º e último hat-trick nessa temporada na goleada por 5-0 sobre o Deportivo La Coruña no Santiago Bernabéu. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 17/01/2016, o galês marcou o primeiro gol da goleada por 5-1 sobre o Sporting Gijón e além do gol, também proveu assistência para 1 dos 2 gols marcados por Karim Benzema, contudo teve de deixar o campo após o intervalo por causa de uma lesão na panturrilha e em decorrência disso, ficou fora de ação por pouco mais de 45 dias.

Em 05/03/2016, em partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Espanhol, já recuperado de lesão, Bale entrou em campo aos 20 minutos da segunda etapa no lugar de Isco Alarcón e 16 minutos depois, marcou o gol que selou o resultado da partida; goleada por 7-1 sobre o Celta de Vigo no Bernabéu.

Em 20/03/2016, em jogo da 30ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue marcou 1 gol e deu o passe para o gol de Benzema na goleada por 4-0 sobre o Sevilla. Com o gol marcado contra o Sevilla, Bale chegou a marca de 43 gols na La Liga e com isso, superou Gary Lineker como o jogador britânico com mais gols na história deste campeonato.

Em 23/04/2016, em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Espanhol, o galês marcou seu 2º e último doblete na temporada na vitória por 3-2 sobre o Rayo Vallecano fora de casa. Na rodada seguinte do campeonato nacional, Bale marcou seu último tento nessa temporada e sendo assim, o Real Madrid bateu a Real Sociedad por 1-0 no Anoeta (estádio da Real Sociedad).

Bale foi um dos titulares na final da Champions League 2015-16, a qual o Real Madrid venceu o rival Atlético de Madrid nos pênaltis e com isso, conquistou seu 11º título desse torneio e a trajetória rumo ao título foi assim> após o sorteio dos grupos, definiu-se que além do próprio Real Madrid, o Malmö da Suécia, o Paris Saint-Germain da França e o Shakhtar Donetsk da Ucrânia integrariam o grupo A e após o término dessa fase, o time merengue somou 16 pontos – 5 vitórias e 1 empate – e com tal campanha, terminou em 1º lugar no grupo.

Nas oitavas de final, o Real Madrid enfrentou a Roma da Itália e com 2 triunfos por 2-0, se classificou para a fase seguinte. Nas quartas de final, os “Blancos” enfrentaram o Wolfsburg da Alemanha e após um revés de 2-0 na Volkswagen Arena – estádio da equipe alemã -, reverteram essa desvantagem no Santiago Bernabéu com uma vitória por 3-0 e com isso, se classificaram para a fase seguinte. Na semifinal, o Real Madrid enfrentou o Manchester City da Inglaterra e após um empate em 0-0 no Etihad Stadium – estádio do time inglês – e no segundo confronto entre as duas equipes no Bernabéu, o time espanhol venceu por 1-0 e sendo assim, obteve vaga na final da UEFA Champions League 2015-16.

Em 28/05/2016, o estádio Giuseppe Meazza, na Itália, foi o palco da final dessa edição da Liga dos Campeões e assim como ocorreu na temporada 2013-14, teve um “dérbi madrileño” na final e Bale foi um dos destaques ao prover assistência para o gol de Sergio Ramos no empate em 1-1 com o rival e após o tempo regulamentar, o jogo seguiu para a prorrogação e com a persistência desse placar, a definição do campeão saiu nos pênaltis onde o galês foi o 3º a cobrar e também a converter e com isso, os “Blancos” venceram por 5-3 e se sagraram campeões de mais uma edição do torneio.

Bale posando para uma foto com o troféu da UEFA Champions League 2015-16

Em suma, na sua 3ª temporada na Espanha, Gareth Bale disputou 31 jogos, fez 19 gols, todos estes gols marcados na La Liga 2015-16, o que fez dele o 8º maior goleador do campeonato ao lado de Rubén Castro do Real Bétis, e proveu 15 assistências. Quanto ao Real Madrid, além de ter sido campeão da UEFA Champions League, foi vice-campeão do Campeonato Espanhol e devido à escalação de um jogador irregular, foi eliminado logo na 1ª fase de mata-mata da Copa do Rei.

  • Números de Bale na sua 3ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2015-16
31 *19 15 3 2382

* Gols marcados na La Liga

2016-17

Na estreia do Real Madrid nessa edição da La Liga, em 21 de agosto de 2016, Bale marcou seus primeiros 2 gols na vitória por 3-0 sobre a Real Sociedad no Anoeta.

Em 02/10/2016, em jogo da 7ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue marcou seu 3º tento na temporada no empate em 1-1 com o Eibar no Santiago Bernabéu.

Em 18/10/2016, em partida válida pela 3ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões contra o Legia Varsóvia da Polônia, o galês marcou o primeiro gol da goleada por 5-1 sobre a equipe polonesa no Bernabéu.

Em 30/10/2016, Bale assinou um novo contrato com o Real Madrid no qual estendeu o seu vínculo com o clube até junho de 2022. Dois dias depois, em partida válida pela 4ª rodada da fase de grupos da Champions League, o camisa 11 dos “Blancos” marcou o primeiro gol do time no empate em 3-3 com o Legia Varsóvia na Polônia e além disso, também deu o passe para o gol de Karim Benzema.

Em 06/11/2016, em jogo da 11ª rodada da La Liga, o galês marcou seu primeiro doblete na temporada na vitória por 3-0 sobre o Leganés.

Em 22/11/2016, em partida válida pela 5ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, Bale sofreu uma lesão no tornozelo e em decorrência disso, foi substituído por Marco Asensio aos 13 minutos do segundo tempo e teria de ficar fora de ação por pelo menos 4 meses. Quanto ao resultado da partida, vitória dos “Blancos” por 2-1 sobre o Sporting de Portugal fora de casa.

Apesar da previsão inicial de afastamento fosse de 4 meses, Bale conseguiu se recuperar antes disso e sendo assim, em 18 de fevereiro de 2017, em jogo da 23ª rodada da La Liga, Zidane o colocou em campo aos 26 minutos do segundo tempo no lugar de Álvaro Morata e 13 minutos depois, o camisa 11 marcou o gol que selou o resultado do jogo; vitória dos “Blancos” por 2-0 sobre o Espanyol no Santiago Bernabéu.

Em 26/02/2017, em partida válida pela 24ª rodada do Campeonato Espanhol, o galês marcou seu último tento na temporada no triunfo por 3-2 sobre o Villarreal no La Ceramica.

Em 23/04/2017, em jogo da 33ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue jogou a sua partida de número 100 na La Liga na derrota por 3-2 ante o Barcelona no Santiago Bernabéu e como senão bastasse, teve de dar lugar à Marco Asensio ainda aos 39 minutos do primeiro tempo em decorrência de uma lesão na panturrilha e como consequência, não pôde jogar a maioria das partidas da fase de mata-mata da Liga dos Campeões.

Por falar em Liga dos Campeões, o Real Madrid chegou à mais uma final desse torneio e venceu mais uma vez e a trajetória do time merengue rumo a conquista do 12º título foi assim> após o sorteio dos grupos, definiu-se que o Real Madrid integraria o grupo F e além do próprio time merengue, Borussia Dortmund da Alemanha, Legia Varsóvia da Polônia e Sporting de Portugal também faziam parte do grupo e após 6 rodadas, o time espanhol somou 12 pontos – 3 vitórias e 3 empates – e com isso, terminou em 2º lugar no grupo e se classificou para a fase de mata-mata.

Nas oitavas de final, o Real Madrid enfrentou o Napoli da Itália e com vitórias por 3-1 nos 2 confrontos, seguiu adiante no torneio.

Nas quartas de final, os “Blancos” enfrentaram o Bayern de Munique da Alemanha e após uma vitória por 2-1 sobre o time alemão em Munique, perderam por 2-1 no tempo regulamentar no Santiago Bernabéu e com isso, houve prorrogação e contando com o fato de que a equipe alemã teve um jogador expulso, o Real Madrid marcou mais 3 tentos e sendo assim, venceu por 4-2 e se classificou para a fase seguinte da Champions League.

Na semifinal, o Real Madrid enfrentou o Atlético de Madrid e com um placar agregado de 4-2 – vitória por 3-0 no Bernabéu e revés por 2-1 no Vicente Calderón -, se classificou para a final dessa edição da Liga dos Campeões.

Em 03/06/2017, o Millennium Stadium em Cardiff, País de Gales, foi o palco da final entre Real Madrid e Juventus da Itália, a qual Bale jogou os últimos 13 minutos da vitória por 4-1 sobre a equipe italiana e com isso, o time merengue sagrava-se campeão desse torneio pela 2ª vez consecutiva.

Time do Real Madrid celebrando a conquista do título da UEFA Champions League 2016-17

Em suma, em mais uma temporada com a camisa do time merengue, Gareth Bale disputou apenas 27 partidas, as lesões abreviaram a temporada do galês, fez 9 gols e proveu 6 assistências. Quanto ao Real Madrid, foi campeão de todas as competições que disputou – La Liga, Mundial Interclubes da FIFA, Supercopa da UEFA e UEFA Champions League -, salvo a Copa do Rei, a qual chegou até as quartas de final.

  • Números de Bale na sua 4ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2016-17
27 *9 6 3 1 1936

* 9 gols dos quais 7 foram pela La Liga e 2 pela UEFA Champions League

2017-18

Em 8 de agosto de 2017, jogo que valia o título da Supercopa da UEFA, Bale foi um dos destaques da vitória por 2-1 sobre o Manchester United ao dar o passe para o gol de Isco Alarcón e com isso, o time merengue iniciava essa temporada com a conquista de mais um título. Duas semanas depois, o Real Madrid levou a melhor sobre o Barcelona e conquistou mais um título, Supercopa da Espanha.

Em 20/08/2017, na estreia do time merengue nessa edição da La Liga, o camisa 11 marcou seu primeiro tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Deportivo La Coruña no Riazor. Além do gol marcado, também deu o passe para o gol de Toni Kroos.

Em 17/09/2017, em jogo da 4ª rodada da La Liga, o galês marcou seu 2º tento na temporada no triunfo por 3-1 sobre a Real Sociedad no Anoeta.

Em 26/09/2017, em partida válida pela 2ª rodada da fase de grupos da Champions League, Bale foi um dos destaques da vitória por 3-1 sobre o Borussia Dortmund na Alemanha com 1 gol e assistência para 1 dos 2 tentos marcados por Cristiano Ronaldo. No entanto, apesar da boa atuação do galês, ele saiu de campo lesionado aos 41 minutos da segunda etapa e em decorrência disso, tudo o que conseguiu foi ficar a disposição de Zidane para a disputa do Mundial Interclubes da FIFA no mês de dezembro.

Em 13/12/2017, em confronto válido pela semifinal do Mundial Interclubes, Bale entrou em campo aos 35 minutos do segundo tempo no lugar de Karim Benzema e logo no primeiro toque na bola, marcou o gol que definiu o resultado da partida; vitória dos “Blancos” por 2-1 sobre o Al-Jazira dos Emirados Árabes Unidos e vaga para a final dessa competição. Quatro dias depois, o Real Madrid venceu o Grêmio na final e se sagrou campeão de mais uma edição do Mundial Interclubes da FIFA.

Em 4 de janeiro de 2018, no primeiro confronto das oitavas de final da Copa do Rei, Bale iniciou entre os titulares pela primeira vez desde que se recuperou de lesão e de pênalti, marcou o primeiro gol da vitória por 3-0 sobre o Numancia. Posteriormente, as duas equipes empataram em 2-2 no segundo confronto e sendo assim, os “Blancos” avançaram para a fase seguinte desse torneio.

Em 07/01/2018, em jogo da 18ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue marcou os gols do empate em 2-2 com o Celta de Vigo no Balaídos.

Em 21/01/2018, em partida válida pela 20ª rodada do Campeonato Espanhol, Bale marcou seu 2º doblete na temporada na goleada por 7-1 sobre o Deportivo La Coruña no Santiago Bernabéu.

Em 31/03/2018, em jogo da 30ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue marcou seu 3º doblete na temporada na vitória por 3-0 sobre o Las Palmas fora de casa.

Em 12/05/2018, em partida válida pela penúltima rodada do Campeonato Espanhol, o galês marcou seu 4º doblete nessa temporada na goleada por 6-0 sobre o Celta de Vigo no Santiago Bernabéu.

Em 26/05/2018, o estádio Olímpico de Kiev na Ucrânia foi o palco da final entre Real Madrid e Liverpool na Liga dos Campeões e com uma grande atuação de Gareth Bale, os “Blancos” levaram a melhor e se sagraram campeões pela 3ª vez consecutiva e a trajetória rumo a conquista de mais um título foi assim> após o sorteio dos grupos, definiu-se que o Real Madrid integraria o grupo H juntamente com o Tottenham da Inglaterra, Borussia Dortmund da Alemanha e APOEL Nicosia do Chipre e com um total de 13 pontos somados – 4 vitórias, 1 empate e uma derrota -, o time espanhol terminou em 2º lugar no grupo e sendo assim, se classificou para a fase de mata-mata.

Nas oitavas de final, o Real Madrid enfrentou o Paris Saint-Germain da França e com um placar agregado de 5-2 – vitórias por 3-1 e 2-1 respectivamente -, se classificou para a fase seguinte do torneio.

Nas quartas de final, o time merengue enfrentou a Juventus da Itália e após um triunfo por 3-0 sobre o time italiano em Turim, perdeu por 3-1 no Santiago Bernabéu no segundo confronto, mas apesar do susto, o Real Madrid seguiu adiante.

Na semifinal, o Real Madrid enfrentou o Bayern de Munique da Alemanha e após um triunfo por 2-1 na Allianz Arena em Munique, empatou com a equipe alemã em 2-2 no Santiago Bernabéu e com um placar agregado de 4-3 a favor, se classificou para a final da UEFA Champions League 2017-18.

Como já se sabe, o Real Madrid enfrentou o Liverpool da Inglaterra na final e depois de começar no banco, Bale entrou em campo aos 16 minutos da segunda etapa e marcou o 2º e 3º gols do time merengue no triunfo por 3-1 sobre o time inglês e com isso, o clube espanhol se sagrou campeão da Champions League pela 13ª vez.

Bale segurando o troféu da UEFA Champions League 2017-18

Em suma, em mais uma temporada com a camisa do time merengue, Gareth Bale disputou 39 partidas, fez 21 gols – sendo 16 destes marcados na La Liga 2017-18, o que fez dele o 8º maior goleador do campeonato ao lado de Gerard Moreno do Espanyol e de Rodrigo Moreno do Valencia – e proveu 7 assistências. Quanto ao Real Madrid, foi campeão de quase todas as competições que disputou – Supercopa da Espanha, Supercopa da UEFA, UEFA Champions League e Mundial Interclubes da FIFA -, mas por outro lado, terminou em 3º lugar no Campeonato Espanhol e foi eliminado nas quartas de final da Copa do Rei.

  • Números de Bale na sua 5ª Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2017-18
39 *21 7 7 2362

* 21 gols dos quais 16 foram pela La Liga, 3 pela UEFA Champions League, 1 pelo Mundial Interclubes da FIFA e 1 pela Copa do Rei

2018-19

Com o fim do trio BBC – Cristiano Ronaldo se transferiu para a Juventus da Itália – e com a saída de Zidane do comando do Real Madrid, iniciava-se um novo período para o time merengue. Antes do início da temporada 2018-19, o Real Madrid anunciou que Julen Lopetegui passaria a ser o novo técnico do time.

No primeiro jogo dos “Blancos” nessa temporada em 15 de agosto de 2018, Bale deu o passe para o gol de Benzema na derrota por 4-2 ante o Atlético de Madrid na decisão da Supercopa da UEFA.

Em 19/08/2018, na estreia do time merengue nessa edição da La Liga, o camisa 11 marcou seu primeiro tento na temporada na vitória por 2-0 sobre o Getafe. Além do gol marcado, proveu assistência para o gol de Dani Carvajal. Posteriormente, nas duas rodadas seguintes do campeonato nacional, mais 2 tentos marcados por Bale; nas goleadas por 4-1 sobre o Girona e Leganés respectivamente.

Em 19/09/2018, na estreia dos “Blancos” na fase de grupos da Liga dos Campeões, o galês marcou o segundo gol da vitória por 3-0 sobre a Roma da Itália no Bernabéu.

Depois de sofrer uma goleada de 5-1 contra o Barcelona em 28/10/2018 em jogo da 10ª rodada da La Liga, Lopetegui acabou sendo demitido no dia seguinte e com a demissão dele, o clube optou por efetivar Santiago Solari no comando do clube, um técnico que até então comandava o Real Madrid Castilla, equipe b do time merengue.

Em 07/11/2018, em partida válida pela 4ª rodada da fase de grupos da Champions League, Bale marcou seu 5º tento na temporada na goleada por 5-0 sobre o Viktoria Plzeň da República Checa fora de casa. Além do gol marcado, também contribuiu com assistência para 1 dos 2 gols marcados por Karim Benzema.

Em 19/12/2018, em confronto válido pela semifinal do Mundial Interclubes da FIFA, Bale marcou seu único hat-trick nessa temporada e sendo assim, os “Blancos” venceram o Kashima Antlers do Japão por 3-1 e com isso, avançaram para a final deste torneio. Três dias depois, o Real Madrid venceu o Al-Ain dos Emirados Árabes Unidos na final e com isso, se sagrou campeão dessa competição pela 3ª vez consecutiva. Com os 3 gols marcados contra o time japonês na semifinal, Bale se tornou o 3º jogador a marcar um hat-trick em uma partida de Mundial Interclubes depois de Cristiano Ronaldo e Luis Suárez. Ele também se tornou o 3º jogador a marcar em 3 edições da competição, depois de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. Ele foi premiado com a Bola de Ouro do torneio.

Em 3 de janeiro de 2019, em jogo da 17ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue sofreu mais uma lesão na panturrilha e em decorrência disso, teve de deixar o campo após o fim do primeiro tempo para dar lugar a Isco. Quanto ao resultado do jogo, empate em 2-2 com o Villarreal no La Ceramica.

No retorno de Bale aos gramados em 27/01/2019 em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Espanhol, entrou em campo aos 19 minutos da segunda etapa no lugar de Vinícius Júnior e 3 minutos depois, fez o 3º gol dos “Blancos” no triunfo por 4-2 sobre o Espanyol fora de casa.

Em 09/02/2019, em jogo da 23ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue entrou em campo aos 12 minutos do segundo tempo no lugar de Vinícius Júnior e 17 minutos depois, marcou o gol que selou o resultado da partida; vitória dos “Blancos” por 3-1 nesse “dérbi madrileño”.

Após a eliminação nas oitavas de final da Champions League diante do Ajax da Holanda, Santiago Solari acabou sendo demitido do cargo de treinador do Real Madrid e com a saída dele, o clube resolveu trazer Zinedine Zidane de volta.

Em 16/03/2019, em partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Espanhol, Bale marcou seu último tento nessa temporada no triunfo por 3-1 sobre o Celta de Vigo fora de casa.

Em suma, em mais uma temporada na Espanha, Gareth Bale disputou 42 jogos, fez 14 gols e proveu 7 assistências. Quanto ao Real Madrid, além de ter sido campeão do Mundial Interclubes da FIFA, terminou em 3º lugar no Campeonato Espanhol, foi vice-campeão da Supercopa da UEFA, foi eliminado na semifinal da Copa do Rei e caiu nas oitavas de final da UEFA Champions League.

  • Números de Bale na sua 6ª Temporada no Real Madrid
Veja Também!  Como assistir Juventude x Operário-PR Futebol AO VIVO – Campeonato Brasileiro Série B 2020
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2018-19
42 *14 7 4 2619

* 14 gols dos quais 8 foram pela La Liga, 3 pelo Mundial Interclubes da FIFA e 3 pela UEFA Champions League

2019-20

Em julho de 2019, Bale esteve perto de deixar o Real Madrid, de acordo com o técnico do clube, Zinedine Zidane, mas no final deste mesmo mês, uma proposta de transferência para o clube chinês Jiangsu Suning foi rejeitada pelo clube espanhol.

Em 17/08/2019, na estreia dos “Blancos” nessa edição da La Liga, o galês foi um dos destaques da vitória por 3-1 sobre o Celta de Vigo nos Balaídos ao dar o passe para o gol de Karim Benzema.

Em 01/09/2019, em jogo da 3ª rodada da La Liga, o camisa 11 do time merengue foi o principal destaque do time ao fazer os gols do empate em 2-2 com o Villarreal no La Ceramica. Porém, acabou sendo expulso nesse mesmo jogo.

Em outubro de 2019, dizia-se que Bale estava “zangado” com o Real Madrid e queria ir embora, mas mais tarde naquele mês Zidane disse que Bale nunca havia pedido para sair. Posteriormente, Ramon Calderon, ex-presidente do Real Madrid,  também disse que Bale deveria sair do time espanhol e que o melhor para ele era retornar ao Tottenham da Inglaterra. Nessa mesmo época, Bale estava fora de ação devido à mais uma lesão na panturrilha e assim que se recuperou, não teve mais sequência como titular.

Em 22 de janeiro de 2020, em partida válida pela fase de 16 avos da Copa do Rei, o camisa 11 do time merengue marcou seu 3º e último tento nessa temporada na vitória por 3-1 sobre o Unionistas.

Em suma, nessa temporada Gareth Bale disputou 20 partidas, fez 3 gols e proveu duas assistências. Quanto ao Real Madrid, foi campeão da Supercopa da Espanha e do Campeonato Espanhol, contudo foi eliminado nas quartas de final da Copa do Rei e está em desvantagem após um revés por 2-1 para o Manchester City da Inglaterra no 1º confronto das oitavas de final da Liga dos Campeões.

Vale ressaltar que essa temporada – 2019-20 – foi afetada pela pandemia do COVID-19 (Novo Coronavírus), pois paralisou a maioria dos campeonatos europeus e dos demais continentes, mas ainda assim, a La Liga 2019-20 voltou e foi finalizada.

  • Números de Bale na sua 7ª e atual Temporada no Real Madrid
Pd Gm A CA CV Mj na temporada 2019-20
20 *3 2 3 1 **1260

* 3 gols dos quais 2 foram pela La Liga e 1 pela Copa do Rei

** a temporada 2019-20 está em andamento

Títulos que conquistou pelo Real Madrid

  • La Liga 2016-17 e 2019-20
  • Copa do Rei 2013-14
  • Supercopa da Espanha 2017
  • UEFA Champions League 2013-14, 2015-16, 2016-17 e 2017-18
  • Supercopa da UEFA 2014 e 2017
  • Mundial Interclubes da FIFA 2014, 2017 e 2018
  • O vídeo abaixo mostra 100 dos 105 gols que Bale marcou com a camisa do Real Madrid até aqui
  • Este vídeo foi publicado no YouTube em 17 de março de 2019 por Chris A. Stanley

 

Números de Bale na Seleção Galesa

 

País de Gales

Seleções de Base

Diferentemente de muitos jogadores, Bale já atuava pela seleção principal do seu país desde os 16 anos de idade, mas ainda assim atuou pelas seleções de base do País de Gales; atuou pelas seleções sub-17, sub-19 e sub-21.

Seleção Principal

Bale foi convocado para o primeiro jogo oficial pela seleção do País de Gales ainda no primeiro mês do ano de 2006 e sendo assim, em 27/05/2006, em um amistoso contra a seleção de Trinidad e Tobago, John Toshack promoveu a estreia de Bale pela seleção principal de Gales quando o colocou em campo aos 10 minutos do segundo tempo no lugar de David Vaughan.

No primeiro jogo de Bale pelo País de Gales, vitória por 2-1 sobre a Seleção Trinitaria. Ainda convém lembrar que a joia do Southampton proveu assistência para o gol de Robert Earnshaw e também, com apenas 16 anos e 315 dias de idade, se tornou o jogador mais jovem a jogar no País de Gales, quebrando o recorde de Lewin Nyatanga, que estabeleceu isso três meses antes; esse próprio recorde foi quebrado por Harry Wilson em novembro de 2012.

Brian Flynn, técnico da seleção sub-21 do País de Gales, elogiou Bale e também afirmou que o jovem jogador era potencialmente uma futura estrela, comparando sua capacidade técnica com a de Ryan Giggs.

Eliminatórias da Euro 2008 e da Copa do Mundo FIFA de 2010

Em 07/10/2006, em partida válida pela 3ª rodada das Eliminatórias da Eurocopa, Bale marcou o único gol do País de Gales no revés por 5-1 ante a Eslováquia. Apesar desse placar adverso, o jovem jogador de 17 anos se tornou o mais jovem a marcar um tento pela seleção principal do País de Gales.

Em 28 de março de 2007, em partida válida pela 8ª rodada das Eliminatórias da Euro, o jovem jogador de 17 anos marcou seu 2º tento pela Seleção Galesa na vitória por 3-0 sobre San Marino.

Com um total de 15 pontos somados em 12 partidas – 4 vitórias, 3 empates e 5 derrotas -, o País de Gales terminou em 5º lugar no grupo D e como consequência de uma má campanha nas Eliminatórias da Euro 2008, ficou de fora do torneio europeu.

Em 06/09/2008, em jogo da 1ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo, Bale jogou os 90 minutos da vitória por 1-0 sobre o Azerbaijão.

Ao término das Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2010, o País de Gales somou apenas 12 pontos em 10 rodadas e sendo assim, terminou em 4º lugar no grupo 4 e ficou de fora da Copa do Mundo de 2010 que realizar-se-ia na África do Sul.

Eliminatórias da Euro 2012

Após o fracasso nas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2010, John Toshack foi demitido do cargo de treinador da Seleção Galesa e Brian Flynn comandou a seleção por duas partidas até o novo técnico assumir o comando, Gary Speed.

Durante a disputa das Eliminatórias da Euro 2012, Bale marcou 3 tentos em 8 jogos disputados pela seleção de seu país; gol no revés por 4-1 ante a Suíça em 12/10/2010, gol na vitória por 2-0 sobre a Suíça em 07/10/2011 e gol na vitória por 1-0 sobre a Bulgária respectivamente.

Em suma, o País de Gales somou 9 pontos em 8 jogos e com média de 1 ponto por jogo, terminou em 4º lugar no grupo G e sendo assim, ficou de fora da Euro 2012 que foi realizada em 2 países; Polônia e Ucrânia.

Polêmica “lesão” que tirou Bale das Olimpíadas de 2012

Bale atendia aos critérios de idade para jogar pela Seleção Olímpica do Reino Unido nas Olimpíadas de Londres de 2012 e inclusive, foi o primeiro jogador a ser fotografado modelando a camisa dos torcedores britânicos dos Jogos Olímpicos de Londres de 2012.

Em resposta, o executivo-chefe da FAW – Associação Galesa de Futebol – Jonathan Ford, disse: “Nossa posição permanece inalterada. Não sou torcedor da Seleção Britância, mas Gareth pode fazer suas próprias escolhas e tomar suas próprias decisões. Mas não vamos impedir ninguém de jogar”. Em nome de Bale, um porta-voz disse “enquanto ele é 100% galês, ele também é britânico”.

No final de junho de 2012, Bale foi desconvocado após a constatação de uma lesão nas costas. Em 29/06/2012, ele disse para o técnico da Seleção Britânica, Stuart Pearce, que não estaria disponível para seleção, pois havia agravado uma lesão nas costas e no quadril durante uma sessão de treinamento. Em vista do curto tempo de recuperação entre o final das Olimpíadas e o início da temporada da Premier League, Bale decidiu se retirar, em vez de agravar ainda mais essa lesão.

No entanto, Bale se recuperou de sua lesão a tempo de ser incluído na turnê de pré-temporada do Tottenham nos Estados Unidos, inclusive marcou 1 tento contra o LA Galaxy em 24/07/2012 e contra o New York Red Bulls uma semana depois. Entre esses jogos, Bale também jogou contra o Liverpool quando sofreu nova lesão numa disputa de bola com Charlie Adam. As aparições de Bale na turnê de pré-temporada dos Spurs coincidiram com as partidas da Seleção Britânica, onde empataram com o Senegal antes de vitórias sobre os Emirados Árabes Unidos e o Uruguai o levaram à fase de mata-mata do torneio e no primeiro jogo de mata-mata, a Seleção da Grã-Bretanha perdeu nos pênaltis para a Coreia do Sul.

A saída de Bale do time da Grã-Bretanha atraiu pedidos de sanções contra ele, incluindo a proibição do restante dos jogos da turnê de pré-temporada dos Spurs, mas, na ausência de uma reclamação oficial, ele não recebeu nenhuma punição. Posteriormente, André Villas-Boas, técnico do Tottenham nessa época, defendeu o jogador insistindo que Bale “havia se recuperado mais rápido do que o esperado”. A posição do clube foi apoiada pelo presidente da Associação Olímpica Britânica, Lord Moynihan.

Mas, vale ressaltar que o Tottenham divulgou uma nota em relação ao corte de Bale da Seleção Olímpica do Reino Unido, representantes do clube declararam que “Gareth sofreu uma lesão ao melhorar sua forma física antes de se juntar ao time de Stuart Pearce. Os relatórios de ressonância magnética foram enviados à equipe médica da FA – Federação Inglesa de Futebol – em 29 de Junho de 2012. Posteriormente, ele não foi selecionado com base nessa lesão e na incapacidade de prever o tempo de recuperação. Esta decisão não foi tomada de ânimo leve e foi tomada apenas após consulta à equipe médica da Seleção Britânica, que concordou após ver os relatórios médicos “.

Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2014

Após o fracasso em classificar o País de Gales para a disputa da Eurocopa de 2012, na verdade antes do fim das Eliminatórias da Euro 2012, Gary Speed foi demitido do cargo de treinador da Seleção Galesa e com isso, a FAW resolveu apostar suas fichas em Chris Coleman.

Em 11/09/2012, em jogo da 2ª rodada das Eliminatórias, Bale marcou o único gol do País de Gales no revés por 6-1 ante a Sérvia. Na rodada seguinte, o jogador do Real Madrid marcou seu primeiro doblete pela Seleção Galesa no triunfo por 2-1 sobre a Escócia.

Em 26 de março de 2013, em partida válida pela 6ª rodada, o camisa 11 da Seleção Galesa marcou seu 4º e último tento nas Eliminatórias da Copa do Mundo na derrota por 2-1 ante a Croácia.

Ao término das Eliminatórias, o País de Gales somou apenas 10 pontos – 3 vitórias, 1 empate e 6 derrotas – em 10 rodadas e sendo assim, terminou em 5º lugar no grupo A e ficou de fora da disputa da Copa do Mundo FIFA de 2014 que foi realizada no Brasil.

Euro 2016

Mesmo após o fracasso nas Eliminatórias da Copa do Mundo, Chris Coleman foi mantido no cargo de treinador da Seleção Galesa. Na estreia do País de Gales nas Eliminatórias da Euro 2016 em 9 de setembro de 2014, o camisa 11 – Gareth Bale – foi o principal destaque ao marcar os gols da vitória por 2-1 sobre a Andorra e com isso, se tornou o 10º maior artilheiro de todos os tempos do País de Gales com 14 gols, ao lado de John Hartson.

Em 28 de março de 2015, em jogo da 5ª rodada das Eliminatórias, Bale foi o principal destaque da vitória por 3-0 sobre Israel com 2 gols e assistência para o gol de Aaron Ramsey. Na rodada seguinte, em 12/06/2015, o camisa 11 da Seleção Galesa marcou o único gol da vitória sobre a Bélgica e até então, o País de Gales liderava o grupo B das Eliminatórias da Euro 2016. Ainda convém lembrar que no jogo contra a Bélgica, Bale chegou a marca de 50 jogos pela Seleção Galesa.

Em 03/09/2015, em partida válida pela 7ª rodada das Eliminatórias, o camisa 11 da Seleção Galesa marcou o único gol da vitória sobre o Chipre e com isso, o País de Gales estava a apenas 3 pontos da classificação.

Em 13/10/2015, na última rodada das Eliminatórias da Euro 2016, Bale marcou o segundo gol do triunfo por 2-0 sobre a Andorra e com isso, o País de Gales ratificou sua classificação para a disputa da Euro 2016 na França. Esse foi o primeiro grande feito da seleção do País de Gales desde a classificação para a Copa do Mundo FIFA de 1958. Vale ressaltar que o País de Bales somou 21 pontos em 10 rodadas – 6 vitórias, 3 empates e uma derrota – e com tal campanha, terminou em 2º lugar no grupo B, atrás apenas da Bélgica, e garantiu sua vaga na Euro 2016.

Em 11 de junho de 2016, na estreia do País de Gales na fase de grupos dessa edição da Eurocopa, Gareth marcou numa cobrança de falta o primeiro gol da vitória por 2-1 sobre a Eslováquia. Vale ressaltar que esse gol marcado contra a Eslováquia tornou Bale o primeiro jogador galês a marcar em um grande torneio internacional desde o gol de Terry Medwin contra a Hungria na Copa do Mundo de 1958.

Na rodada seguinte da fase de grupos, marcou de falta novamente o único gol da Seleção Galesa no revés por 2-1 ante a Inglaterra. Com mais um gol de falta, isso fez de Bale o primeiro jogador a marcar gols em duas cobranças de falta em um campeonato europeu desde o alemão Thomas Häßler, em 1992. Na última rodada da fase de grupos em 20/06/2016, Bale marcou seu 3º e último tento nessa edição da Euro na vitória por 3-0 sobre a Rússia. Com um total de 6 pontos somados em 3 rodadas, o País de Gales se classificou para a fase de mata-mata da Eurocopa. Ainda é importante mencionar que ao fazer um dos 3 gols da vitória sobre a Seleção Russa, Bale se tornou o maior artilheiro de todos os tempos pela Seleção Galesa nos principais torneios, à frente de Ivor Allchurch, que marcou duas vezes na Copa do Mundo de 1958.

Nas oitavas de final, o País de Gales enfrentou a Irlanda do Norte e com uma vitória por 1-0, seguiu adiante no torneio. Nas quartas de final, a Seleção Galesa surpreendeu e com um triunfo por 3-1, eliminou a Bélgica e se classificou para a fase seguinte da Eurocopa. No entanto, o País de Gales perdeu por 2-0 para Portugal na semifinal e com isso, deu adeus às chances de título da Euro 2016.

  • Desempenho de Bale na Euro 2016
Pd Gm A CA CV Mj
6 3 1 533

Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2018

Em 05/09/2016, na estreia do País de Gales nas Eliminatórias da Copa do Mundo, Bale foi o principal destaque da goleada por 4-0 sobre a Moldávia ao fazer 2 gols e além dos tentos marcados, proveu assistência para o gol de Sam Vokes. Isso o levou a 24 gols com a camisa da Seleção Galesa e com isso, superou Ivor Allchurch e Trevor Ford, ficando atrás apenas dos 28 gols de Ian Rush.

Em 09/10/2016, em jogo da 3ª rodada das Eliminatórias, o camisa 11 da Seleção Galesa marcou o gol do time no empate em 1-1 com a Geórgia. Na rodada seguinte, marcou seu último tento nas Eliminatórias da Copa do Mundo no empate em 1-1 com a Sérvia.

Após o revés por 1-0 ante a Irlanda na última rodada das Eliminatórias em 9 de outubro de 2017, o País de Gales ficou de fora de mais uma Copa do Mundo, pois se tivesse ao menos empatado com a Seleção Irlandesa, a Seleção Galesa teria a chance de se classificar pela repescagem, porém isso acabou não acontecendo e além disso, Chris Coleman foi demitido e com a saída desse treinador, Ryan Giggs assume o comando da Seleção Galesa.

Liga das Nações da UEFA B

Antes do início da Liga das Nações da UEFA, a seleção do País de Gales jogou 5 amistosos e em um deles, em 22 de março de 2018, Bale marcou seu primeiro hat-trick pela seleção de seu país na goleada por 6-0 sobre a China e com isso, chegou a marca de 29 gols e consequentemente se tornou o maior goleador de todos os tempos da Seleção Galesa, superando a marca de 28 gols de Ian Rush.

Em 06/09/2018, na estreia do País de Gales na Liga das Nações da UEFA, enfrentou a seleção que o tirou da Copa do Mundo de 2018 e com 1 gol e uma assistência – para o gol de Connor Roberts – na goleada por 4-1 sobre a Irlanda.

Em 16/11/2018, na última rodada desse torneio, o Pais de Gales enfrentou a Dinamarca e mesmo com um tento marcado pelo seu camisa 11, a Seleção Galesa perdeu por 2-1 e com isso, perdeu a chance de ser promovida para a Liga das Nações da UEFA A.

  • Desempenho de Bale na Liga das Nações da UEFA 2018-19
Pd Gm A CA CV Mj
3 2 1 255

Eliminatórias da Euro 2020

Em 6 de setembro de 2019, em partida válida pela 5ª rodada das Eliminatórias da Euro 2020, Bale marcou o segundo gol da vitória por 2-1 sobre o Azerbaijão. Em 13/10/2019, em jogo da 8ª rodada, o camisa 11 da Seleção Galesa marcou seu segundo e último tento nas Eliminatórias da Euro 2020 no empate em 1-1 com a Croácia.

Ao término das Eliminatórias, o País de Gales somou 14 pontos em 8 jogos – 4 vitórias, 2 empates e duas derrotas -, mas ainda assim terminou em 2º lugar no grupo E, atrás apenas da Croácia, e sendo assim, se classificou para a disputa da Euro 2020*.

* A Euro 2020 se iniciaria em junho de 2020, mas devido à pandemia do COVID-19, esta competição foi adiada para o mês de junho de 2021.

  • O vídeo abaixo mostra 29 dos 32 gols que Bale marcou com a camisa da Seleção Galesa
  • Este vídeo foi publicado no YouTube em 23 de março de 2018 por Genius Production

 

Prêmios individuais

  • Jogador Galês do Ano: 2010, 2011, 2013, 2014, 2015, 2016
  • Jogador do Ano pela PFA: 2010–11, 2012–13
  • Jogador do Ano pela FWA: 2012–13
  • Equipe do Ano pela PFA: 2010–11
  • Melhor jogador da Premier League: 2012–13
  • Jogador do ano na Football League: 2007
  • Equipe do Ano na Football League: 2006–07
  • Jogador do mês na Premier League: Abril de 2010, Janeiro de 2012, Fevereiro de 2013
  • BBC Sports Personality of the Year no País de Gales: 2010
  • Jogador Jovem do Ano do Tottenham Hotspur: 2009–10, 2010–11
  • Jogador do Ano do Tottenham Hotspur: 2012–13
  • Time do Ano da UEFA: 2011, 2013
  • Equipe do ano pela European Sports Magazines: 2012–13
  • Melhor jogador da Final da Copa do Rei: 2013–14
  • Equipe do Ano da Liga dos Campeões da UEFA: 2015–16
  • UEFA Euro 2016 Melhor jogador da partida: País de Gales vs Irlanda do Norte
  • Final da Liga dos Campeões 2017–18: Homem do jogo
  • Bola de Ouro da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2018

Artilharias

  • Maior artilheiro da história da Seleção Galesa de Futebol: (33 gols)
  • Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2014: (2 gols)
  • Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2018: (3 gols)

Considerações Finais

Com base em tudo o que foi apresentado até aqui pode-se concluir que apesar de ter iniciado a sua carreira como lateral-esquerdo, quando passou a jogar no ataque, o jogador se encontrou e passou a se destacar ainda mais tanto com gols como dando passes ou cruzamentos para gols.

Seu estilo de jogo conquistou a admiração de dirigentes, jogadores atuais e do passado como Luís Figo, José Mourinho, Igor Štimac e Dani Alves. Bale foi descrito como um jogador de futebol com “tremenda velocidade, grande capacidade de cruzamento e qualidades físicas excepcionais”. O ex-jogador do Liverpool e especialista em futebol da BBC Sport, Mark Lawrenson, disse em 2011: “O que torna Gareth Bale tão especial? Simples. Ele é um dos jogadores mais rápidos que eu já vi, mas ele tem outro equipamento e a capacidade de encontrar esse ritmo extra dentro do próximo passo.”

Durante a temporada 2011-12, Harry Redknapp experimentou usar Bale em um papel livre, como meio-campista atacante ou como segundo atacante. Na temporada seguinte, André Villas-Boas, destacou Bale nessa função de maneira mais permanente.

Desde que ingressou no Real Madrid, Bale costuma ser escalado como ala, mas principalmente no flanco direito, devido à presença de Cristiano Ronaldo à esquerda, posição que lhe permite entrar no centro e jogar com o pé esquerdo; ele é canhoto.

E para vocês? Pensando na fase atual de Bale: ele irá retomar a titularidade no Real Madrid? Se a resposta for não, qual seria a equipe ideal para ele ter mais minutos em campo? Ou nenhuma das questões anteriores, pois já teve o seu auge e a tendência é que ele caia de produção nos próximos anos?

 
Siga o Futebol Stats também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, digite seu nome aqui